Como fazer a precificação dos seus produtos na Black Friday

Ter uma estratégia de precificação é tão importante quanto manter as vendas em dia! Neste artigo, vamos dar dicas de como não errar no preço dos produtos durante a Black Friday. Boa leitura!

A precificação dos produtos é uma das dúvidas mais comuns para quem trabalha com qualquer tipo de venda, seja ela pela internet ou não. E datas como a Black Friday só aumentam as incertezas em relação a esse tema. Afinal de contas, como ter um preço capaz de competir com a forte concorrência do período sem sacrificar a margem de lucro? É sobre isso que iremos falar neste artigo. Boa leitura!

A importância da precificação 

O processo de dar preço aos produtos não pode ser encarado como uma loteria, algo decidido ao acaso. A precificação é vital para a saúde financeira da sua empresa, mas sua importância não acaba aí. Ao definir o preço de venda dos seus produtos, você automaticamente define um público-alvo para o qual aquele item se destina. 

O preço dos produtos posiciona uma empresa em relação a seus concorrentes, satisfaz (ou não) os consumidores, ajuda o empresário a manter as despesas em dia e garante a continuidade do negócio. Agora que já comentamos sobre a importância da precificação, vamos mostrar como é possível calcular o preço de venda dos seus produtos. Pronto? 

Ou talvez você queira ler um pouco sobre como enviar encomendas!

Como definir o preço dos produtos?

As vendas de um negócio precisam ser capazes de cobrir todos os custos e despesas envolvidos na operação. Aliás, em gestão financeira há uma diferença entre essas duas palavras: os custos são gastos próprios da atividade, como o pagamento de funcionários e fornecedores. Já as despesas representam os gastos com água, luz, material de escritório, aluguel etc.

Mas aqui, para facilitar a sua vida, vamos usar apenas a expressão custos para englobar todos os gastos do seu negócio, ok? Com essa distinção feita, é hora de falar sobre matemática!  Uma das formas mais comuns de precificar produtos é o cálculo do preço de venda por markup, especificado pela fórmula abaixo:

Markup = 100 / 100 –  (%CV + %CF + %ML) 

Legenda: 

  • CV = porcentagem de custos variáveis do seu negócio
  • CF = porcentagem de custos fixos do seu negócio
  • ML = margem de lucro

Depois de descobrir o markup, é hora de multiplicá-lo pelo preço de custo do produto (CP). O resultado será o seu preço de venda. Vai ficar assim: 

Preço de venda = markup x CP

Exemplificando 

Você comprou um produto por R$ 30. Seus custos variáveis representam 10%, os fixos, 20%. Sua margem de lucro estimada é 10%. O cálculo do markup ficará assim:

Markup = 100 / 100 – (10 + 20 + 10) 
Markup = 100 / 40
Markup = 2,5 

Logo:

Preço de venda = 30 x 2,5 
Preço de venda = R$ 75

Como oferecer descontos reais na Black Friday?

No Brasil, a Black Friday é uma data comercial recente. Surgiu em 2010, mas já caiu nas graças dos consumidores e, em 2018, superou até mesmo as vendas do Natal. Os clientes já estão acostumados a comparar preços e procurar por descontos reais durante a Black Friday. Por isso, não adianta subir os preços antes da Black Friday com a intenção de baixá-los durante a promoção. Os consumidores estão atentos a esse tipo de manobra!

E então, existe algum jeito de oferecer descontos reais na Black Friday? A resposta é sim! Vamos dar algumas dicas de como isso é possível.

  • Negocie com antecedência: contate seus fornecedores e negocie preços mais competitivos para a Black Friday. Nem sempre o resultado é garantido, mas vale a pena tentar. 
  • Queime estoque de produtos de baixo giro: em vez de dar condições especiais para os produtos que você já vende normalmente, experimente oferecer descontos expressivos nos produtos pouco vendidos, aqueles “encalhados” no seu estoque. Por exemplo: você pode trabalhar com descontos de cerca de 50% para um produto encalhado, enquanto um produto que você já vende pode ter um desconto menor — ou nem ter.  Essa estratégia é útil para atrair visitas ao seu e-commerce e injetar dinheiro no caixa para ampliar o estoque para o Natal. 
  • Aproveite o estoque “encalhado” do fornecedor: assim como você, seus fornecedores com certeza têm itens encalhados no estoque. Você pode aproveitar a Black Friday para negociar esses itens a preços mais competitivos, repassando os descontos obtidos para seus clientes. 

Use a Black Week como estratégia para criar expectativa nos clientes

Uma estratégia bastante utilizada no varejo é a Black Week. Ela serve para expandir a Black Friday tradicional: em vez de um único dia de promoções, as lojas organizam uma semana inteira de condições especiais. Isso ajuda a criar expectativa nos consumidores, além de ser bom para os lojistas. E a gente vai explicar o porquê nas próximas linhas! 

Ao adotar a Black Week, o lojista tem a oportunidade de oferecer descontos em determinados produtos de acordo com o dia da semana. Por exemplo: segunda é dia de condições especiais para produtos de categoria X, já a terça vai ter ofertas imperdíveis em produtos da categoria Y. 

Essa estratégia ajuda o lojista a manter a atenção dos clientes durante o período promocional. Outra vantagem: na Black Week, o lojista não precisa oferecer descontos muito expressivos em vários produtos do catálogo de uma única vez. Isso pode ser feito aos poucos, de maneira a preservar a margem de lucro. 

Além disso, não deixe de utilizar os gatilhos mentais de urgência e de escassez. Argumentos como “desconto válido apenas nas próximas horas!”, “últimas unidades!” ou “somente hoje!” podem ajudar a ampliar suas conversões. 

Ei! Você sabe como usar as redes sociais para vender mais?

Cashback na black friday: Ame Digital pode ser aliada de quem vende nos marketplaces da B2W

Sacrificar a sua margem de lucro para oferecer grandes descontos não é o único jeito de vender mais na Black Friday. Além do preço do produto, outros fatores estão envolvidos na decisão de compra. Um deles é o cashback, algo relativamente novo no mercado, mas já bastante popular. Basicamente, o cliente que compra um produto com cashback recebe uma porcentagem do dinheiro de volta. Interessante, não acha?

A Ame Digital, por exemplo, é uma conta que permite aos seus usuários pagar compras, receber e transferir saldo. Mas seu grande diferencial está no cashback para compras nas lojas parceiras Americanas.com, Shoptime e Submarino. Quem vende nos marketplaces desses sites — propriedades da B2W — pode oferecer o cashback via Ame para atrair consumidores na Black Friday.

O lojista parceiro da B2W não paga nada para aderir ao Ame, o único custo  está na porcentagem do valor de cashback oferecido para o cliente final. Se oferecer 5% de cashback para quem comprar produtos de sua loja, é o lojista quem vai arcar com esse valor. Mas é possível criar campanhas nas quais a B2W subsidia parte do cashback e, dessa forma, reduzir o impacto do cashback na sua margem de lucro! Acesse a aba “Promoções” do seu “Portal Parceiro” e verifique a possibilidade de ativar uma campanha com o suporte financeiro da B2W!

Essa estratégia é bastante útil para atrair o interesse dos consumidores na sua loja. Além disso, em um cenário de cashback, você não precisa necessariamente ter um preço menor em relação ao da concorrência, pois estará oferecendo um valor agregado no seu produto (o cashback), fator capaz de virar a decisão de compra ao seu favor. Aproveite e saiba mais sobre o Ame!

Checklist para a Black Friday

Fizemos um checklist com tudo que não pode faltar para a sua loja virtual bombar na Black Friday, a maior data comercial do Brasil. Fique ligado nas nossas dicas!

☑ Ofereça atendimento 24h durante o período

☑ Reforce o seu estoque

☑ Capriche nos cálculos de precificação dos seus produtos e defina quais deles terão desconto 

☑ Aproveite para queimar o estoque de itens encalhados

☑ Não altere os preços antes da Black Friday para criar falsos descontos

☑ Desabilite o pagamento por boleto se quiser evitar comprometer o seu estoque com pedidos que podem não ser concluídos pelo consumidor

☑ Fique de olho nas estratégias da concorrência 

☑ Vende nos marketplaces da B2W? Disponibilize cashback via Ame Digital e torne seus produtos ainda mais atraentes

☑ Não se esqueça de dar sequência nas suas campanhas promocionais para Cyber Monday e Natal

☑Ofereça fretes competitivos para evitar abandonos de carrinho. O Melhor Envio pode ajudá-lo com isso! Nossa plataforma é gratuita e compara preços entre Correios e transportadoras em segundos. Cadastre-se e otimize a sua gestão de fretes para vender ainda mais na Black Friday!

Posts relacionados

Deixe um comentário