Qual é o produto certo para começar uma loja virtual?

Quer montar um e-commerce e não sabe qual tipo de produto é o ideal para garantir a sua entrada no mercado? Leia este post e tire as suas dúvidas!

A internet é um mundo de possibilidades ilimitadas para quem deseja empreender. E para a alegria geral, o crescimento da conectividade e o engajamento das pessoas com o online torna qualquer coisa “vendável”.  O problema é que uma variedade tão grande de formas de atuação dificulta saber como ligar o seu negócio ao público

A verdade é que apesar do alto potencial do comércio eletrônico, sem o produto certo, ter sucesso pode ser como encontrar uma agulha em um palheiro. Ou seja, questionamentos e dúvidas nessa fase são mais comuns do que se imagina. 

Afinal, como descobrir o que irá funcionar para você e o seu público? Se essa inquietação está tirando o seu sono, fique tranquilo. É compreensível se sentir inseguro ao tomar uma decisão tão importante. E nós vamos ajudá-lo a resolver isso!

Continue esta leitura e veja como encontrar o produto certo para começar a empreender no e-commerce ou montar sua loja virtual. Bora separar o material para preparar o checklist? Aproveite! 

Por que você deve escolher os produtos corretamente

Já vamos adiantar que objetivo aqui não é fornecer uma fórmula mágica com o nome dos artigos perfeitos para você ter sucesso ao montar o seu e-commerce. Pelo contrário, a busca pela estratégia assertiva envolve entender o que o público precisa e como essa necessidade se encaixa no mercado.

Dessa forma, os negócios com maior potencial de decolar hoje em dia são os que colocam o cliente no centro. Ou seja, que trabalham com uma mentalidade focada na experiência do consumidor.

A seguir, trazemos algumas perguntas que você deve se fazer para começar a busca pelo produto ideal para a sua loja virtual. Veja:

Principais questionamentos

  • Quais itens vendem mais facilmente?
  • Como descobrir os produtos que o público realmente tem interesse?
  • Por que você deve acertar na escolha dos produtos do seu e-commerce?

O que levar em consideração para obter informações

  • Público-alvo
  • Volume de vendas
  • Frequência de compra do item
  • Nível de concorrência
  • Inserção no mercado
  • Disponibilidade de fornecedores

Tenha um nicho de atuação claro e bem definido

Antes de começar a elaborar o seu negócio, é importante entender que você não deve tentar competir com os gigantes da internet. Este não é o caminho. A melhor lógica a seguir é encontrar um nicho que destaque o seu e-commerce entre pessoas interessadas no que você tem a oferecer.

O caminho para encontrar o seu nicho

  • Identifique uma área em que o seu produto ou serviço pode agregar valor para as pessoas
  • Pense em potenciais consumidores que poderiam se beneficiar do seu negócio
  • Aposte em produtos fáceis de vender (vale começar com artigos com um ticket médio entre R$ 200 e R$ 300 e que tenham um público consumidor garantido)

Como pensar em produtos notáveis

Para empreender não caia na armadilha de vender algo que possa ser apenas do seu gosto próprio. É necessário saber se outras pessoas também têm interesse nesse mesmo grupo de itens/serviços. Afinal, é para elas que o seu negócio será voltado.

No momento de pesquisar pelos itens em alta, lembre-se que a palavra de ordem é valor agregado para o público. Para acertar nessa hora, aposte no monitoramento constante das tendências. Ele pode ser o seu maior aliado! 

Para complementar ainda mais a sua jornada siga sempre essa dica: acompanhe a performance de cada nicho e conheça as peculiaridades em cada categoria. 

Edição 39 da pesquisa Webshoppers aponta a representatividade de diversas categorias de produtos
Edição 39 da pesquisa Webshoppers aponta a representatividade de diversas categorias de produtos

Por dentro das principais categorias de venda

Pensando em facilitar esse processo, elencamos algumas das principais áreas para você ficar de olho! Confira!

Eletrônicos

Com o fortalecimento da cultura de alta conectividade e o uso de equipamentos de tecnologia, o mercado de eletrônicos é um nicho que atrai muitos consumidores. Outro ponto favorável é a logística de entrega, pois boa parte dos objetos são de pequeno porte. Com isso, o frete pode ser feito tanto via Correios, como transportadoras privadas, o que facilita enviar encomendas para todo o país. 

Enquadram-se neste grupo: smartphones, câmeras fotográficas, videogames, acessórios de música como fones de ouvido e caixas de som.

Informática

Se você quer saber de outra categoria de produto que caiu no gosto do internautas, então fique atento aos produtos de informática! Assim, como no caso dos eletrônicos, a gestão do frete também costuma ser mais fácil devido ao tamanho menor dos itens. 

Por outro lado, a credibilidade do e-commerce está vinculada diretamente à procedência dos artigos colocados à venda. Ou seja, a atenção precisa ser redobrada na hora de compor o estoque, pois itens falsificados ou sem documentação podem colocar tudo a perder.

Enquadram-se neste grupo: os dispositivos prontos para o uso como computadores, notebook e monitores e também os acessórios como peças de reposição, periféricos e HDs externos.

Moda

A facilidade de pesquisa de produtos na internet e de comprar sem precisar sair de casa também é um apelo forte o bastante para adquirir roupas e calçados no e-commerce.

A peculiaridade aqui está relacionada à importância de ter uma política de trocas e devoluções clara e bem definida. Como o cliente não terá como ver o produto em mãos, e muito menos experimentá-lo, a chance de precisar substituir o artigo se acentua.

Para atuar no ramo, seu negócio deve ter excelência na hora de fazer a logística reversa, o frete de retorno do pedido para o lojista (e o envio do item substituído para o comprador novamente).

Enquadram-se neste grupo: roupas, calçados e demais artigos de vestuário masculinos, femininos e infantis.

Suplementos e fitness

A busca por meios de vida mais saudáveis abriu um mercado interessante para a oferta de suplementos alimentares e produtos fitness. O que faz desse nicho uma boa onda a ser surfada atualmente.

Enquadram-se neste grupo: suplementos vitamínicos para a prática de esportes, alimentos específicos para atletas e os focados em variados tipos de dieta.

Artigos esportivos

Seja pela pegada fitness ou motivado pelo apelo em moda mesmo (no caso de produtos como tênis, por exemplo), os artigos esportivos também são excelentes fontes de venda.

E para facilitar ainda mais a vida dos vendedores do e-commerce, existem marketplaces especializados neste nicho, como o Netshoes e a Centauro, para citar alguns deles.

Enquadram-se neste grupo: equipamentos/acessórios para exercícios físicos, roupas/calçados para academia e práticas esportivas.

Saúde e Beleza

Temos neste segmento mais uma oportunidade para oferecer produtos que as pessoas estão procurando e com um porte que ajuda no envio. Assim, o setor de cuidados pessoais pode ser uma boa pedida para você ingressar com sucesso no e-commerce.

Enquadram-se neste grupo: aparelhos como secadores de cabelo, chapinhas e modeladores, assim como cosméticos em geral e perfumaria.

Infoprodutos

Acredite, informação  também é um produto com o qual você pode ganhar dinheiro. Por acaso já você ouviu falar em “infoproduto”? Este é o nome de uma vasta gama de atividades nas quais muitos empreendedores estão alcançando bons resultados.

Certamente já chegou algum e-mail ou anúncio propondo a compra de um curso online ou uma consultoria específica. Voilá! É disso que estamos falando!

Então comece a pensar em como suas habilidades profissionais e o seu expertise podem se transformar em uma fonte extra de renda. Há, inclusive, plataformas digitais como Udemy e Alura (se você não quiser se jogar nesse mercado sozinho) que fazem o papel de marketplaces de ensino e podem ajudá-lo nesse processo. 

Quer ver outro ponto positivo? Além de ficar livre do frete, o custo de produção na área é relativamente baixo. Vale conferir!

Enquadram-se neste grupo: webinars, cursos online, consultorias e mentorias técnicas.

Encontre o seu espaço no e-commerce brasileiro

Procure ampliar os seus conhecimentos, busque por informação para qualificar o seu trabalho. Pesquise sobre o que está em evidência no comércio eletrônico e use ferramentas como o Google Trends e o Mercado Livre Tendências como termômetros digitais. 

Use o Google Trends para ficar por dentro dos produtos mais pesquisados pelo público
Use o Google Trends para ficar por dentro dos produtos mais pesquisados pelo público
Tendências Mercado Livre: um guia útil para verificar os artigos no topo das buscas
Tendências Mercado Livre: um guia útil para verificar os artigos no topo das buscas

Crie o hábito de acompanhar os conteúdos produzidos por fontes confiáveis, como o site Think With Google e empresas de pesquisa renomadas como Ebit Nielsen, responsável pelo relatório Webshoppers (um dos mais tradicionais em e-commerce), por exemplo. 

O portal E-commerce Brasil é outra sugestão que não pode faltar na sua lista de paradas obrigatórias de pesquisa. E para não perder os melhores artigos do Blog Melhor Envio, vale se inscrever na nossa newsletter neste link aqui.

Se puder pagar por uma consultoria, também vale a pena o investimento. Mas se não couber no seu bolso, não tem problema. Tem bastante material gratuito disponível online.

No site do Sebrae, por exemplo, você encontra vários cursos de graça (e com certificação digital) sobre temáticas que podem contribuir para a implantação do seu e-commerce. Separamos aqui alguns deles que podem ser interessantes nessa hora:

Invista em conhecimento sempre!

Curtiu as nossas dicas de hoje? Esperamos que sim e que tenhamos contribuído para clarear o caminho rumo à construção da sua jornada empreendedora!

E para que o nosso apoio não fique por aqui, aproveite e faça o seu cadastro na nossa newsletter! É grátis! 

Basta se inscrever no campo aqui embaixo para garantir que os melhores conteúdos sobre e-commerce cheguem com exclusividade direto no seu e-mail!

Até a próxima!

Posts relacionados

Deixe um comentário