A importância do e-mail marketing para a estratégia do seu e-commerce

O e-mail marketing é uma estratégia perfeita para quem quer gastar pouco e converter muito. Veja como você pode adotá-la na sua loja virtual!

Em tempos de redes sociais e aplicativos, falar de e-mail marketing pode parecer ultrapassado para algumas pessoas. Afinal, muito já se noticiou sobre a “morte” desse canal de divulgação. A realidade, porém, não é bem assim: estima-se que o mundo vai ter 3 bilhões de usuários de e-mail até 2020. Em 2018, o Gmail atingiu a marca de 1,5 bilhão de contas ativas. É muita gente usando uma plataforma “morta”, não acha? 

O e-mail está vivo e passa muito bem, obrigado. Na verdade, os especialistas em marketing afirmam que ele nunca foi tão importante quanto no presente. E faz muito sentido, pois o e-mail é um centralizador de atividades na vida digital, sempre necessário para criar qualquer cadastro. Quem trabalha com e-commerce pode se beneficiar (e muito!) de uma estratégia sólida de e-mail marketing. É exatamente sobre isso que iremos falar neste artigo. Boa leitura!

E-mail marketing: o que é?

O e-mail marketing permite às empresas um contato mais próximo com seus clientes. Basicamente, a estratégia consiste em realizar disparos periódicos para uma base de contatos interessada em receber as novidades do seu negócio. 

Dentre os tipos de divulgação utilizados atualmente, o e-mail marketing pode ser considerado um dos mais eficientes e baratos. Segundo a pesquisa E-mail Marketing Trends 2018, da Rock Content, mais de 75% das empresas brasileiras adotam a estratégia. 

e-mail-mkt-trends-pesquisa-sobre-e-mail-marketing
Imagem: E-mail Marketing Trends 2018.

Esse números não são à toa. O e-mail marketing tem o maior ROI (Return on Investment) do mercado, ou seja, o dinheiro investido na estratégia tem um retorno bastante satisfatório para quem a utiliza de maneira assertiva. 

Você sabe como calcular o ROI dos seus investimentos em marketing? A fórmula é simples: 

ROI = (Lucro – Investimento) / Investimento

Como começar a montar uma lista de e-mails?

O primeiro passo para começar uma estratégia de e-mail marketing é bem intuitivo: você vai precisar montar uma lista de e-mails! Não caia na tentação de comprar uma — falaremos o porquê disso mais adiante. Por enquanto, é importante saber que criar uma base de cadastros não é tarefa fácil, mas está longe de ser impossível. A gente vai dar algumas dicas de como fazer isso.

Estratégias para captar e-mails e começar a montar uma lista

  • Insira formulários de cadastro no seu site e/ou blog: muitas páginas fazem isso para captar e-mails de visitantes. Funciona bastante bem, pois apenas pessoas realmente interessadas no negócio irão preencher o formulário. Se o seu site é WordPress, existem plugins gratuitos que disponibilizam essa função. É o caso do Popup Maker, com mais de 400 mil instalações ativas. Outra alternativa — essa paga — é o Hello Bar
  • Ofereça conteúdos gratuitos em troca do e-mail: crie e-books, videoaulas, templates, cursos… Enfim, qualquer material capaz de ajudar o seu cliente a resolver algum problema. Além de colocá-lo em posição de autoridade, esse tipo de estratégia faz seu cliente ceder o e-mail de bom grado se julgar o conteúdo relevante.
material de captação oferecido em troca do e-mail e outros dados do usuário
Exemplo de landing page — página específica para capturar informações dos visitantes — feita pela Resultados Digitais. Note como é oferecido um conteúdo de valor em troca do e-mail.
  • Desconto para quem se cadastrar: se você tem um site de e-commerce próprio, uma alternativa para captar e-mails é oferecer cupons de desconto para clientes que se cadastrarem na sua lista. O ponto negativo dessa estratégia é a possibilidade de atrair pessoas interessadas apenas no desconto. Elas irão se descadastrar na primeira oportunidade ou nunca abrirão os seus e-mails. Ainda assim, você provavelmente vai conseguir captar algumas pessoas realmente interessadas em receber e-mails do seu negócio, então vale a pena tentar. 
Exemplo de e-commerce que oferece desconto em troca do e-mail do usuário. Imagem: vans.com.br (reprodução) 

Importante: o cliente precisa estar ciente da sua intenção de utilizar o e-mail informado para contatos posteriores, então certifique-se de deixar essa informação bem visível.

Use uma ferramenta para disparar e-mails em massa

Depois de começar a montar uma lista de e-mails, é preciso alimentar a sua audiência de assinantes com conteúdo. E como enviar mensagens para tantos destinatários? Automatizando os disparos! Existem diversas ferramentas disponíveis no mercado para cumprir essa tarefa, algumas gratuitas, outras pagas. 

Os serviços mais utilizados atualmente são RD Station (pago) e MailChimp (gratuito para algumas funções). Ambos permitem o gerenciamento completo da estratégia de marketing do seu e-commerce. Entre as funcionalidades das plataformas, as mais interessantes para quem está começando uma estratégia de e-mail marketing são as seguintes:

  • Templates para criação rápida de e-mails 
  • Disparo em massa 
  • Segmentação de públicos
  • Visualização de dados estratégicos (taxa de abertura, localização geográfica do público, número de cancelamentos de assinatura) 

Leia também: 5 dicas para usar as redes sociais e vender mais!

3 Boas práticas para trabalhar com e-mail marketing

A caixa de entrada de e-mails pode ser considerada uma versão digital das caixas de correspondência tradicionais. No mundo físico, ninguém gosta de ter a caixa lotada com correspondências inúteis, não é mesmo? Funciona da mesma maneira no mundo digital. Confira três boas práticas para não errar na hora de trabalhar com e-mail marketing: 

1 – Não faça spam 

Preste atenção na quantidade de mensagens enviadas! Lembre-se: a caixa de entrada do seu assinante é um espaço muito pessoal. Tome cuidado para não exagerar no número de e-mails, pois isso pode irritar o destinatário e até causar o cancelamento da assinatura. 

2 – Mantenha uma periodicidade de envios

Defina uma frequência para o envio dos e-mails e faça o possível para mantê-la. Realizar disparos aleatórios e separados por longos períodos de tempo simplesmente não funciona. É preciso ter comprometimento. 

3 – Humanize a assinatura dos seus e-mails 

Quer criar uma relação de proximidade com quem vai receber suas mensagens? Então assine os e-mails com nomes de pessoas. Pode ser o seu nome, o nome de algum atendente ou até mesmo uma persona criada especificamente para esse fim. Lembre-se: pessoas gostam de falar com pessoas!

exemplo de assinatura humanizada de e-mail marketing
Exemplo de assinatura de e-mail humanizada.

Você sabe como reduzir o abandono de carrinho no seu e-commerce?

E-mail marketing como estratégia no e-commerce

O e-mail pode (e deve!) ser parte da estratégia do seu e-commerce. Confira algumas dicas para utilizar essa ferramenta de maneira eficaz:

Fique de olho nas datas comemorativas 

O calendário de datas comemorativas pode ser uma excelente inspiração para seus e-mails. Mensagens como “O Dia dos Pais vem aí. Já garantiu o presente do seu?” ou “Como estão os seus preparativos para o Natal?” podem ser aliadas poderosas das suas vendas!

Faça promoções exclusivas para seus assinantes

Ofereça ofertas exclusivas para quem recebe os seus e-mails. Assim, você contribui para fidelizar esse público e ainda consegue mensurar as vendas geradas a partir dos investimentos em e-mail marketing. 

Envie alertas para compras “abandonadas” no carrinho

Às vezes, enviar um e-mail para relembrar o cliente que ele tem compras abandonadas no carrinho é suficiente para finalizar uma venda. Não hesite em usar essa estratégia! 

Construa relacionamento com o público

Assim como as redes sociais, o e-mail é um canal de aproximação entre pessoas e empresas. É possível utilizá-lo para estreitar ainda mais o relacionamento da sua loja com os clientes. Afinal, nem só de promoções vive o e-mail marketing. Você pode aproveitar o canal para divulgar atualizações da empresa, como a adição de novos produtos ao catálogo, por exemplo.

Comprar lista de e-mails é uma grande furada

No começo deste texto, desaconselhamos a compra de listas prontas de e-mail. E agora chegou a hora de falar por que essa é a pior ideia para quem quer começar a trabalhar com e-mail marketing. Em primeiro lugar, não adianta nada ter uma grande quantidade de e-mails à disposição se essas pessoas não têm interesse no seu negócio. Priorize a qualidade dos seus assinantes em vez da quantidade!

Em segundo lugar, quem compra uma lista de e-mail está sujeito a sofrer penalidades legais. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em vigor a partir de agosto de 2020, é uma nova legislação cujo objetivo principal é dar aos cidadãos mais controle sobre os próprios dados. Essa lei exige que as empresas solicitem o consentimento do usuário antes de estabelecer comunicação promocional.

Quem tem loja virtual e deseja utilizar uma estratégia de e-mail marketing precisa obter os dados dos assinantes de maneira transparente, solicitando o consentimento do usuário. Dica: você já tem uma base de assinantes e quer se adequar à lei? Envie um e-mail falando sobre a nova legislação para seus assinantes. Nessa mensagem, informe que somente quem manifestar interesse continuará recebendo os e-mails da sua empresa. 

Receba mais conteúdos como este no seu e-mail

Agora que você já sabe tudo o que precisa para começar a usar uma estratégia de e-mail marketing, que tal se cadastrar na nossa newsletter para receber mais conteúdos como este? A equipe do blog Melhor Envio está sempre de olho no mundo do e-commerce, gerando conteúdos relevantes para você também ficar por dentro de todas as novidades!

Posts relacionados

Deixe um comentário