Marketing digital para e-commerce: guia completo para usar as redes sociais e vender online

Confira as principais dicas de marketing digital para e-commerce. Com elas, você poderá gerenciar as redes sociais do seu negócio e entender como usar essas ferramentas para vender mais online.

Por Gabriela Voigt, Andressa Barbosa e Lucas Zanini

Você que trabalha com comércio eletrônico sabe que a área exige uma dedicação especial às suas ações de marketing digital. Afinal, para vender na internet é fundamental que o negócio seja visto na rede.

Mas como fazer isso em meio à tanta concorrência? De acordo com pesquisa do PayPal, o número de lojas virtuais no Brasil cresceu 40,7% no último ano.

Com isso, o e-commerce brasileiro superou a marca de 1,3 milhão de sites. Para você ter uma ideia, no ano passado, eram 930 mil.

Ou seja: cada vez mais, é preciso ser competitivo e mostrar isso aos clientes. É aí que entram as estratégias de marketing digital para e-commerce. E as redes sociais são ferramentas que você não pode deixar de usar.

As redes sociais como ferramenta de marketing digital para e-commerce

As redes sociais já foram vistas como uma moda temporária. Mas com o tempo elas continuaram crescendo e hoje são uma parte importante da vida das pessoas. Tanto que, de acordo com um estudo do Hootsuite em parceria com o We Are Social, 62% da população brasileira usa as redes sociais. São 130 milhões de pessoas que passam, em média, 9h por dia conectadas.

Além disso, segundo a 40ª edição do Webshoppers, estudo desenvolvido por Ebit e Nielsen, as redes sociais estão entre as maiores motivadoras de compras. De acordo com o relatório, depois dos mecanismos de busca (como o Google, por exemplo), o Facebook (53%) e o Instagram (32%) são os canais que mais motivam as pessoas a realizarem uma compra.

Celular com a tela mostrando os ícones das principais redes sociais utilizadas nas estratégias de marketing digital para e-commerce.
Imagem: Unsplash

Por isso, utilizando as redes sociais você pode fortalecer a sua marca, dar visibilidade para o seu negócio e alavancar as suas vendas.

💡 Então, confira: 5 dicas para usar as redes sociais e vender mais!

Se preferir, confira o conteúdo também em vídeo:

Além do mais, é fundamental que o seu negócio esteja nos canais certos. Isso quer dizer que, antes de criar uma estratégia de marketing digital, você precisa levar em consideração que cada rede social possui um público e funções diferentes.

Acerte na estratégia de marketing digital: esteja nas redes sociais certas

Toda estratégia de marketing digital começa com uma ação: entender quem é o cliente ideal do negócio, ou seja, qual é o público-alvo. 

Então, antes de mais nada, é fundamental segmentar o público e definir a buyer persona do seu e-commerce. A partir disso, você terá acesso a informações e características dos seus possíveis clientes, saberá onde encontrá-los e de que forma despertar seu interesse.

Sabendo as preferências e os canais mais acessados pelo seu público-alvo, você deverá, então, analisar as características, recursos e funções de cada rede social e avaliar como elas podem ser úteis para o seu negócio.

👇 Para ajudar você nessa etapa, destacamos a seguir os principais pontos das redes sociais mais usadas no momento.

Facebook

Notebook com a tela mostrando uma página do Facebook, que é uma das principais redes sociais utilizadas no marketing digital para e-commerce.
Imagem: Unsplash

O Facebook ainda é a rede social mais usada no mundo. Se você tem dúvidas, confira dados curiosos:

  • A cada minuto, 400 novos usuários se cadastram na plataforma
  • São mais de 2,5 bilhões de usuários ativos mensais
  • No Brasil, mais de 130 milhões de pessoas têm perfil na rede social
  • É acessado cerca de 8 vezes por dia, seguido por Instagram (6 vezes) e Twitter (5 vezes)
  • Os usuários gastam, em média, 58,5 minutos no Facebook todos os dias
  • 44% admitem que seu comportamento de compra é influenciado pelo Facebook

Essas informações deixam claro que, se quiser alcançar um grande público na internet, ainda vale muito a pena ser ativo no Facebook.

Até porque, oferece um recurso muito poderoso para vendas: o Facebook Marketplace.

A plataforma funciona como uma página de classificados dentro da rede social. Para acessar, basta clicar no ícone da lojinha, na aba superior da sua conta.

Imagem: Reprodução Facebook

Um ponto positivo é a interface simples e intuitiva. Então, se está acostumado a criar anúncios de produtos em marketplaces não vai ter dificuldades. 

Porém, há algo que pode espantar os lojistas: a rede social não possui integração com meios de pagamento.

Por isso, o ideal é que você use o Facebook Marketplace para divulgar produtos e fechar uma venda e, na sequência, envie uma mensagem com o link de pagamento. Nisso, ferramentas como o Mercado Pago e o PayPal podem ajudar.

Apesar dessa limitação, vale a pena cogitar incluir esse canal na estratégia de marketing digital do seu e-commerce. Ainda mais que ele não cobra taxa de comissão sobre as vendas.

💡 Saiba mais sobre como a plataforma pode ajudar no marketing digital para e-commerce, acesse: Facebook Marketplace – venda seus produtos na maior rede social do mundo.

Instagram

Celular mostrando a tela de instalação do Instagram, que é uma importante ferramenta para o marketing digital para e-commerce.
Imagem: Unsplash

Com mais de 1 bilhão de contas ativas, podemos dizer que o Instagram é uma das principais redes sociais da atualidade.

E o mais importante: com maior receptividade do público a conteúdos criados por empresas.

De acordo com dados divulgados pela própria rede, mais de 200 milhões de pessoas visitam um ou mais perfis empresariais todos os dias. Isso transforma a plataforma em uma excelente vitrine para o seu negócio!

💡 A sua loja virtual, provavelmente, já está por lá. Mas, se quiser dicas valiosas para explorar melhor o potencial dessa rede social, confira: Instagram para e-commerce – tudo o que você precisa saber para vender mais

Além da presença do público e sua aceitação quanto ao conteúdo produzido por marcas, o que também atrai as empresas para o Instagram, são as ferramentas e recursos disponíveis. Entre eles, podemos destacar o Instagram Shopping.

O que é Instagram Shopping?

O Instagram Shopping é uma ferramenta da rede social que permite que contas comerciais adicionem links para a venda de produtos diretamente nas imagens.

Ou seja: assim como podemos marcar pessoas nas fotos publicadas no aplicativo, com o Instagram Shopping os vendedores podem sinalizar os preços dos produtos e conduzir os consumidores para a compra.

Imagem: Reprodução Instagram

👇 Quer entender como configurar o recurso na sua conta comercial? Então veja o passo-a-passo no vídeo a seguir:

Depois de configurar a ferramenta na sua conta, você vai querer que as suas publicações cheguem ao maior número de pessoas possível, certo? Para isso, pode apostar no alcance orgânico ou investir em anúncios pagos.

Mas antes, você precisa entender como o algoritmo do Instagram funciona. Só assim poderá criar uma estratégia de marketing digital eficiente na rede social.

Algoritmo do Instagram: entenda como funciona

O feed do Instagram mostra conteúdos personalizados para cada usuário com base em seu histórico de preferências na plataforma. Isso significa que nem sempre os seus posts vão ser mostrados para todos os seus seguidores.

Dessa forma, o primeiro passo para alcançar o público de maneira orgânica, é conquistar seguidores no Instagram. Mas cuidado! Algumas práticas não são bem vistas pela plataforma, como a compra de seguidores.

Então, prefira produzir conteúdo de qualidade, usar as hashtags com sabedoria e promover interação com os usuários.

Aliás, leve em consideração que “curtidas chamam curtidas”. Isso quer dizer que, quanto mais pessoas demonstram interesse em um post, mais o Instagram entende aquele conteúdo como relevante e o entrega a mais pessoas.

O número de comentários, a quantidade de vezes que aquele post foi salvo ou enviado para outros usuários… Tudo conta para definir a relevância de uma publicação de forma orgânica.

Mas, se você optar por também investir em anúncios pagos, a forma de fazer isso é através do Instagram Ads.

O que é Instagram Ads?

O Instagram Ads é a ferramenta de anúncios do Instagram. Através dela, é possível publicar anúncios tanto no feed quanto nos stories.

A ferramenta foi liberada para todos os usuários da rede social em 2015. De acordo com estimativas, já tem mais de 1 milhão de anunciantes e vai faturar US$ 12,3 milhões em 2020.

E você não quer ficar de fora, não é? 💡 Então confira este guia super completo que preparamos para você: Descubra como anunciar no Instagram Ads (do jeito mais fácil ao mais difícil).

O Instagram oferece ainda uma série de outras ferramentas que melhoram o dia-a-dia de quem faz marketing digital para e-commerce. Algumas ainda pouco conhecidas, como a facilidade de programar postagens no Instagram de forma gratuita, usando o Estúdio de Criação do Facebook. Outras, super em alta, como a possibilidade de fazer lives com duas pessoas, promovendo bate-papos ao vivo e troca de conhecimento.

Mas, apesar de tantos recursos, é normal que você se sinta pouco criativo às vezes. Acontece, não é mesmo? Não se culpe! Ao invés disso, salve este artigo nos seus favoritos: 💡 12 ideias de conteúdos para postar no Instagram

Ele traz ainda dados, ferramentas e dicas para você aproveitar a rede social ao máximo na sua estratégia de marketing digital.

Pinterest

Notebook com a tela mostrando o feed do Pinterest, rede social que pode ser utilizada na estratégia de marketing digital para e-commerce.
Imagem: Unsplash

O Pinterest é uma ferramenta de busca visual utilizada por quem procura inspiração em moda, culinária, decoração e mais. É possível pesquisar por temas de interesse e salvar o conteúdo em pastas através dos famosos “pins”.

Imagem: Reprodução Pinterest

Mas não é só isso! O Pinterest é um local importante para a tomada de decisão de compra.

Segundo dados da própria ferramenta, 90% dos usuários decidem quais produtos adquirir com base no conteúdo consumido na rede. E vale destacar que já são mais de 300 milhões de pessoas cadastradas, quase 40 milhões apenas no Brasil.

Por isso, considere a possibilidade de incluí-lo na estratégia de marketing digital do e-commerce.

Assim como o Instagram, o Pinterest pode ser uma grande vitrine para uma loja virtual. Principalmente se está entre os nichos de maior interesse dos usuários da plataforma.

E o Pinterest também possui uma versão específica para empresas. Através dela, você pode monitorar estatísticas profissionais por meio do Analytics do Pinterest Business.

Para ter acesso a esses recursos, existem duas opções: converter a conta pessoal (caso você já tenha uma) em conta empresarial ou criar uma conta empresarial do zero.

Imagem: Reprodução Pinterest Business

💡 Se você é novo nessa rede social, não tem problema! Para conferir um passo-a-passo, acesse: Como o Pinterest pode fazer o seu e-commerce decolar

Mas já adiantamos aqui uma dica: não se limite a fazer ofertas! Use os seus produtos para criar conteúdos de valor para os usuários. Como já dissemos, o que move o Pinterest é a inspiração.

Ter essa ideia em mente é fundamental para aproveitar ao máximo o potencial da rede.

Se você vende roupas, por exemplo, pode criar dicas de looks para diferentes ocasiões com as suas peças. Assim, estará criando inspiração e divulgando a sua marca.

Youtube

Tela de computador mostrando a página de vídeos recomendados no Youtube, outra importante ferramenta para o marketing digital para e-commerce.
Imagem: Unsplash

O consumo de vídeos online vem crescendo ao longo dos anos. Segundo a Cisco Digital, até 2021, 80% do tráfego mundial de internet será em vídeo.

Além disso, uma pesquisa da Renderforest (uma plataforma de branding online) mostrou que 64% das pessoas está mais propensa a realizar uma compra depois de ter visto algum vídeo sobre o produto.

E, apesar de existirem novas e interessantes plataformas, o Youtube ainda é o canal mais tradicional para o consumo de vídeos. 

Confira alguns dados da plataforma:

  • Mais de 2 bilhões de usuários conectados
  • Mais de um bilhão de horas de vídeo e bilhões de visualizações por dia
  • 70% do tempo de exibição vem de dispositivos móveis

Considerando esses números, fica evidente que está mais do que na hora de você incluir a produção de conteúdos em vídeo na estratégia de marketing digital do seu e-commerce, não é mesmo?

👇 Para se inspirar, confira algumas dicas que demos no nosso canal no Youtube:

💡 Bom, se ainda resta alguma dúvida, não deixe de conferir: 5 motivos para adotar o vídeo marketing na sua estratégia

Neste artigo, você ainda vai encontrar dicas de por onde começar, como produzir e onde divulgar os vídeos do seu negócio.

Porque, como dissemos antes, sempre surgem novas plataformas. Aliás, confira a seguir a dica do aplicativo mais popular do momento.

TikTok

Imagem: Unsplash

Você já deve ter reparado que, de tempos em tempos, surge um novo aplicativo que vira febre rapidinho, não é? Foi assim com o Facebook, com o Instagram… E o queridinho da vez é o TikTok.

É o aplicativo do momento, número 1 na lista de gratuitos das apps store com mais de 1 bilhão de downloads no mundo.

A ferramenta permite que os usuários criem, editem e compartilhem vídeos curtos (de até 60 segundos). E, para isso, podem abusar da criatividade com efeitos especiais, filtros, stickers, trilhas sonoras e muito mais.

Em um primeiro momento, pode até parecer que o aplicativo é voltado apenas para o entretenimento e que nada tem a ver com o mundo dos negócios. Mas você sabia que muitas empresas já estão usando o TikTok para vender?

💡 Para saber mais, confira: Como usar o TikTok para vender no e-commerce

Mesmo que ainda não tenha uma conta no aplicativo, você provavelmente já viu algum vídeo produzido com os recursos que ele oferece.

Isso porque o TikTok permite fazer o download de vídeos e, em seguida, compartilhar o conteúdo da forma que quiser. Ou ainda, compartilhar diretamente em outros aplicativos, como o Facebook e o Instagram, por exemplo.

Por isso, muitas marcas e empresas têm utilizado apenas como ferramenta de edição e compartilhado o conteúdo em outros canais, onde têm seu público consolidado.

A isso se dá o nome de crossover, ter em inglês para algo que se mistura, uma das principais características dessa rede social.

Por isso, mesmo que o público-alvo do seu negócio não esteja presente nesse aplicativo, analise se os recursos que ele disponibiliza não podem ajudar na produção de conteúdo para a sua estratégia de marketing digital

Whatsapp Business

O Whatsapp Business é a versão empresarial do conhecido aplicativo de mensagens. E possui funções importantes para quem trabalha com comércio eletrônico.

Entre elas, podemos destacar o envio de mensagens automáticas, a criação de listas de transmissão e, principalmente, a possibilidade de criar catálogo de produtos.

Imagem: Reprodução Whatsapp Business

Além disso, ao incorporar o uso do aplicativo na estratégia de marketing para e-commerce, você conquista:

  • Maior credibilidade: fica claro para o cliente que se trata de uma conta empresarial.
  • Mais recursos: é possível inserir dados no perfil como o nome da empresa, o site, o endereço (com mapa) e o horário de atendimento.
  • Automação: é possível programar o envio de respostas automáticas para dar as boas-vindas aos clientes que adicionarem o seu perfil, por exemplo.
  • Mensuração: permite que você obtenha relatórios com dados de quem recebeu, abriu e clicou nos links anexados nas mensagens enviadas.

Por tudo isso, mais de 3 milhões de empresas já usam diariamente o Whatsapp Business para vender mais.

Dados da “Resultados Digitais” comprovam o apelo do aplicativo na estratégia de marketing digital.

E nós não queremos que você fique de fora! Por isso, preparamos um guia completo para você usar a ferramenta na estratégia de marketing digital do seu e-commerce. 👇 Confira:

Mas não para por aí! 💡 Acesse o link a seguir e conheça as principais estratégias para vender no aplicativo.

Como gerenciar as redes sociais do seu e-commerce

As redes sociais são um caminho para estar presente onde o público-alvo do seu negócio está. Além de serem uma forma mais sutil de abordagem, com conteúdo de qualidade, informação e interatividade.

É importante destacar que essa ação não anula a necessidade de outras estratégias de marketing digital para e-commerce, como o e-mail marketing, por exemplo. Mas sim, é uma maneira de engajar e encantar sua audiência em múltiplos canais.

Nós sabemos que gerenciar as redes sociais de um e-commerce não é tarefa fácil. O trabalho vai muito além de simplesmente fazer publicações, mas envolve várias etapas que começam com a definição da estratégia de marketing digital.

Para que tudo aconteça da melhor maneira, o ideal é que o seu e-commerce tenha uma pessoa (ou um time) responsável exclusivamente pelas mídias sociais. O profissional especializado nessa área é o analista de mídias sociais (ou social media).

E, hoje em dia, existe uma série de recursos que pode auxiliar no trabalho diário desse profissional.

💡 Nós preparamos uma lista que vai transformar a forma de gerenciar as redes sociais da sua loja virtual. Confira: 11 ferramentas para turbinar as redes sociais do seu e-commerce

Esperamos que nossas dicas sejam úteis para você! Afinal, como você pode perceber, estar presente nas redes sociais não é mais um diferencial nem mesmo uma escolha, mas sim uma necessidade.

E isso para qualquer negócio, ainda mais para um e-commerce, não é mesmo?

✉ Para receber mais conteúdos como este, assine a nossa newsletter! Prometemos não enviar spam, apenas conteúdos ricos para o seu negócio 😉:

Posts relacionados

Deixe um comentário