Conheça 9 dicas para reduzir os custos do frete em sua loja virtual

O frete é uma das principais preocupações dos lojistas virtuais brasileiros. Por isso, neste artigo iremos dar 9 dicas para reduzir os custos com as entregas no seu e-commerce. Boa leitura!

Há questões acerca da cobrança de um serviço de transporte que ainda geram dúvidas entre gestores e empreendedores. O frete é um ponto fundamental no e-commerce, já que também forma parte da experiência de compra do cliente em sua loja virtual. De nada adianta ter uma loja com o melhor design e com o processo de pagamento mais simples e eficiente do mundo se, por outro lado, o cliente é incapaz receber o produto em sua casa (ou recebe o produto atrasado). Isso gera um estresse desnecessário entre lojista e consumidor, criando incertezas sobre o bom serviço da sua loja. 

Uma quantidade considerável de possíveis clientes abandona o carrinho devido ao alto custo de frete. Nesse sentido, pode-se dizer que o valor da entrega, informado na hora de finalizar a compra, possui um peso grande na decisão de concluir a aquisição ou procurar outros sites. Sendo assim, o ideal é buscar meios de economizar com esse processo e melhorar os resultados (tanto em vendas, quanto no financeiro). 

Neste artigo vamos falar sobre frete de forma bem detalhada, apresentando algumas dicas sobre como oferecer promoções relacionadas a valores de entrega para seus clientes. Quer ficar por dentro desse assunto? Então continue acompanhando a leitura e confira agora mesmo quais são as 9 dicas para reduzir os custos do frete em sua loja virtual!

1. Estabeleça parcerias com transportadoras

Transforme fornecedores em parceiros! Isso traz inúmeros benefícios, como maior abertura para negociar valores, agilidade da entrega de insumos e mercadorias, possibilidade de controlar o estoque a partir do espaço do fornecedor e contribui na flexibilização do relacionamento entre empresa e fornecedor. No último caso, as vantagens são significativas, porque controlar o estoque a partir do espaço do fornecedor reduz, sobremaneira, o investimento em produtos de custo alto e giro baixo, por exemplo. Com isso, você ganha pontos em termos de administração e manutenção do estoque, uma vez que o produto só é adquirido depois da compra efetuada no site.

Contrate parceiros de confiança! É preciso, primeiramente, avaliar a reputação e alguns outros critérios que devem ser considerados na contratação de fornecedores de serviços de transporte. Podemos citar como principais:

  • Tradição e experiência no mercado;
  • Prazos (de entrega e para pagamento das faturas);
  • Condições de pagamento;
  • Tecnologia.

É importante fechar um acordo de serviço na hora de fazer o contrato e, principalmente, estabelecer multas no caso de descumprimento. Ainda que a satisfação dos clientes seja prejudicada, essa é uma maneira de o e-commerce se resguardar de prejuízos financeiros.

Mais importante do que o preço é entregar um serviço de qualidade e garantir a satisfação dos clientes!

2. Tenha várias opções de frete

Não é à toa que essa dica se encontra no segundo lugar! Uma excelente estratégia para melhorar os preços é incluir diversas opções em uma cotação. Isso aumenta o seu poder de barganha e permite negociar melhores condições para a prestação do serviço.

Ter uma loja virtual com várias opções de entrega faz com que o cliente se sinta mais bem atendido e incentivado a realizar a compra, o que pode diminuir a desistência de carrinhos. Confira três opções frequentes de frete:

Frete econômico

A loja virtual oferece um valor mais baixo, buscando atender os clientes que preferem pagar menos pelo frete e não possuem pressa para receber seus pedidos — já que é praticamente impossível conciliar agilidade e baixo custo.

Frete “normal”

Nesse caso, tanto o prazo estimado quanto o valor praticado estão dentro da média oferecida pelo mercado. Enquanto o preço é um pouco maior do que no frete econômico, o prazo, por sua vez, é menor. É uma das opções mais buscadas pelos clientes, justamente pelo fato de que ambos fatores podem ser classificados dentro do que se chama de satisfatório — considerando o custo-benefício.

Frete grátis

Se você quer gerar mais compras e aumentar o ticket médio da sua loja virtual por meio da política de frete, é fundamental que essa informação apareça em destaque no seu layout. Não se esqueça de colocar um asterisco, deixando claro que essa promoção é válida em condições especiais. Assim você evita mal-entendidos e caracterização de propaganda enganosa. Um dos motivos que faz os consumidores abandonarem as mercadorias no carrinho é porque o valor do frete torna a compra muito mais cara. A isenção de taxa faz os consumidores desviarem desse cenário, reduzindo a quantidade de abandono de carrinhos. Algumas dicas para a isenção do frete:

  • Ofereça frete grátis acima de um determinado valor de compra: costuma ser extremamente vantajoso oferecer frete gratuito em grandes compras. Afinal, você tem um lucro real em cima de cada peça e o frete acaba funcionando como um brinde, um mimo para o cliente;
  • Faça ações de frete gratuito por um período determinado, aproveitando as épocas de baixa demanda para fazer esse tipo de oferta;
  • Disponibilize frete grátis para regiões próximas à sede de estoque da empresa, desse modo, você garante menores gastos.

Talvez você tenha interesse em saber como e quando oferecer grátis!

3. Planeje e monitore os gastos com frete

A definição de um planejamento é crucial para o sucesso de qualquer atividade. Nesse caso, o ideal é determinar qual parcela do orçamento será utilizada para cobrir os gastos com transporte durante determinado período.

É importante criar metas realistas, que estejam dentro da realidade do negócio. Depois, com o monitoramento dos gastos, torna-se possível saber quais deles são excessivos e quais ações podem ser adotadas para reduzi-los. Essa é uma maneira estruturada de fazer cortes sem o risco de prejudicar a qualidade do serviço.

No processo de redução de custos, é importante avaliar os pormenores de todas as despesas para, então, elaborar planejamentos pontuais nesse sentido. Portanto, verifique o histórico de custos referentes a todas as operações. A partir daí, é possível identificar o impacto desses procedimentos no orçamento, o que é essencial para analisar a possibilidade de reduzi-los ou eliminá-los.

4. Invista em uma solução que ajude a controlar os custos

Para diminuir os custos com eficácia, primeiro é preciso conhecê-los e entender os motivos por trás dos valores. Se você não conhece como o dinheiro é gasto, dificilmente conseguirá criar ações acertadas para promover a redução. Nesse sentido, utilizar um sistema de gestão que ajude a acompanhar os custos e ainda permita a geração de relatórios a respeito dos resultados é uma alternativa para aumentar o controle e ter uma visão mais ampla sobre essas questões.

5. Clientes fidelizados

Há consumidores que caçam lojas com frete grátis para realizar suas compras. Ao promover a isenção, você conquista esses clientes, que podem se tornar compradores frequentes. É verdade que a pessoa pode não se lembrar onde compra cada produto, mas com certeza se lembra quais lojas ofereceram entrega grátis. Promover frete grátis para consumidores que compram sempre na sua loja é uma maneira de fazê-los se sentirem importantes, consequentemente gerando mais vendas.

Os programas de fidelidade para frete ganharam popularidade em grandes e-commerces americanos e têm funcionado em algumas empresas brasileiras. O modelo é baseado em planos de assinaturas que permitem fixar um valor mensal ou anual para a entrega dos produtos do site. É uma saída vantajosa para os consumidores, que contratam um serviço único e já sabem com antecedência o quanto irão pagar, e também para os lojistas que poderão contar com um volume de vendas recorrente por parte dos assinantes. É importante definir bem os preços do programa, pois ele pode ser mais uma fonte de receita. Para isso, é essencial que esse valor seja maior que os custos da operação como um todo.

6. Trabalhe com pontos de retirada de produto 

Além de praticar comunicação transparente, promoções, descontos, ofertas específicas, você também deve incluir opções como o ponto de retirada do produto. Essa, por sinal, é uma ótima medida para aumentar a circulação de pessoas, qualificar o perfil da entrega, gerar experiência diferenciada e vender mais.

Uma alternativa fácil de implementar e de enorme potencial é oferecer ao cliente a possibilidade retirar o produto na loja física, economizando assim o custo do envio. Para muitos consumidores, ir até a loja pode ser um sinal de boa economia. Além disso, ter uma filial física contribuirá para aumentar a confiança em seu negócio e facilitará novas compras.

Você sabe por que sua loja virtual deve ser multicanal?

7. Automatize a gestão

A automatização dos processos é fundamental para melhorar a produtividade, adequar as ações estratégicas, reduzir os custos e, consequentemente, potencializar as vendas. Muitas empresas já se atentaram para a importância dos dados para o sucesso dos negócios. Por isso, elas têm investido cada vez mais nessa área, em prol dos benefícios gerados.

Com os processos automatizados, a equipe fica livre para cuidar de pendências mais urgentes. Por meio de uma tela, ele consegue acompanhar em tempo real as entradas, as saídas, estoque, os relatórios — ou seja, as atividades corriqueiras.

8. Centralize o estoque 

Falar de estoque, necessariamente, implica abordar sobre automação, já que essa metodologia, fundamentada a partir das novas tecnologias, é capaz de promover uma gestão mais eficiente. Isso quer dizer que o gestor acompanha todos as movimentações e atualizações do site, o que já elimina a execução de atividades manuais, retrabalhos e erros referentes à venda de produtos inexistentes, por exemplo. 

Com a gestão integrada, a administração do estoque tende a ser mais flexível, prática e eficiente. Isso porque, além de controlar a entrada e saída de produtos, ela também tem a possibilidade de traçar planos de otimização, principalmente aqueles relacionados aos níveis de produtos armazenados.

9. Considere a troca por uma plataforma mais completa 

No início, quando não sabemos ao certo o tipo de plataforma ideal, é muito comum optarmos por aquelas que oferecem mais facilidade e geram menos gastos. Mas é no dia a dia, com a ocorrência de contratempos, que percebemos se a escolha foi interessante ou não. 

Em outras palavras, se você já percebeu que sua plataforma de e-commerce traz mais dores de cabeça que benefícios, então é hora de pensar em outras alternativas mais completas. Antes de iniciar a implementação, faça um checklist dos itens necessários, levando em conta:

  • Segurança;
  • Instabilidade;
  • Design;
  • Usabilidade;
  • Cupons de desconto;
  • Responsividade;
  • Suporte.

A iSET é uma plataforma de e-commerce completa para criar uma loja virtual que realmente tenha resultados. Na iSET você encontra todos os recursos necessários para criar uma loja do zero ou vender pela internet de forma mais lucrativa!

Com essas informações já é possível identificar as questões mais determinantes relacionadas aos custos do frete em sua loja virtual, bem como suas possíveis causas e quais medidas precisam ser adotadas para eliminá-las — e isso envolve a redução de erros, a eliminação de desperdícios e tarefas que não agregam valor, o aumento da eficiência e produtividade, entre outros aspectos

Enfim, sabemos que o dia a dia em uma loja virtual é corrido e, dependendo da situação, estressante. São muitos processos para administrar, pedidos para despachar e tudo isso gera gastos. Nem sempre é simples cuidar da redução de custos. No entanto, como vimos, a gestão aparelhada de estratégias e ferramentas adequadas é capaz, sim, de gerar melhorias, produtividade, rentabilidade e economia!

E aí, gostou deste artigo? Viu como é possível administrar o frete da sua loja virtual harmonicamente?

Posts relacionados

Deixe um comentário