9 Dicas para encontrar bons fornecedores

Encontrar fornecedores é um desafio. Encontrar bons fornecedores é um desafio ainda maior, no qual se faz necessária uma pesquisa bem feita para não cair em furadas e acabar com o negócio.

Um dos grandes erros quando um empreendedor decide abrir um Ecommerce é achar que bons fornecedores estão na internet e nas primeiras páginas que o Google mostra. Mas não é bem assim!

Normalmente, você pode achar “fornecedores escondidos” e melhores de outra forma.

Primeiro, analise o que você precisa 

Antes de começar a sua busca, tente descobrir quais são as necessidades do seu negócio. Isso vai te ajudar a nortear os fornecedores em potencial que mais podem suprir as suas necessidades.

Busque responder perguntas como: 

  • O que você precisa? 
  • Qual é a quantidade? 
  • Em quanto tempo? 
  • Quanto você tem de dinheiro para investir em estoque?
  • Você tem espaço físico para ter um estoque?
  • Você trabalha com pronta entrega ou encomenda?

Essas perguntas vão deixar mais claro o que você precisa na hora de conversar com os fornecedores. Um bom fornecedor para você, antes de mais nada, é aquele que consegue atender suas necessidades. 

Feito isso, siga as dicas a seguir:

9 Dicas para encontrar Bons Fornecedores

1 – Pesquisa online

O primeiro passo pode parecer óbvio, mas nem sempre é o que acontece. Pesquisar fornecedores não é apenas jogar no Google o que procura e olhar somente a primeira página que aparece. Para que você consiga encontrar bons fornecedores, você deve parar e olhar com cautela o máximo que conseguir. 

Infelizmente, muitos fornecedores online não ligam muito para marketing ou em fazer um site profissional. Muitos acabam não conseguindo um destaque no Google e é por isso que você deve continuar pesquisando. É provável que você encontre muitas páginas com uma estética amadora, evite julgar, procure entrar em contato.

Além disso, procure mudar as palavras na hora da pesquisa. Em vez de colocar apenas “fornecedor + nome do produto”, busque por palavras parecidas como “revendedor”, “distribuidor”, “atacado”… 

A dica é que você selecione alguns fornecedores que encontrar e vá buscando informações sobre eles. Pesquise a reputação, veja se tem relatos de outros clientes, ligue para eles para descobrir mais informações relevantes como o preço, a entrega, o prazo. Busque fazer uma pesquisa mais aprofundada, interaja com eles para ver como eles atendem os clientes. 

É muito importante que o fornecedor saiba conversar com o cliente, saiba informar sobre quaisquer dúvidas. Quanto melhor o atendimento, mais você deve levar em consideração o fornecedor. Afinal, é com ele que você terá uma parceria, é nele que você vai ter que confiar para que o seu negócio dê certo. Busque aqueles que você sentir mais afinidade.

2 – Procure fornecedores locais

Quanto mais próximo estiver o seu fornecedor, é mais provável que ele tenha um tempo de entrega mais rápido que de fornecedores distantes. Isso deve ser levado em conta na hora de fechar uma parceria, uma vez que o seu negócio depende dos produtos para vender. Não adianta nada fazer uma venda se o estoque vai demorar a ser reposto.

Apesar do tempo de reposição ser importante, lembre-se que não é só porque ele é mais próximo que é um bom fornecedor. Lembre-se de levar em consideração a relação dele com você, além dos preços, das previsões de entrega.

3 – Frequente feiras do seu nicho de mercado

Feiras são ótimos lugares para você fazer networking. 

Negócios que estão nesses ambientes já possuem pontos positivos, pois mostram responsabilidade e vontade de crescimento, buscando interagir com outras pessoas do mercado.

Além disso, são lugares pagos. Portanto, quem gasta dinheiro para estar nessas feiras são pessoas que se importam com o que fazem. As chances de conhecer bons fornecedores, portanto, são altas.

4 – Fique de olhos nos catálogos e portais online

Busque catálogos em sites especializados no seu segmento. De tempos em tempos, as empresas fornecem catálogos sobre seus produtos. Estar de olho nisso é um passo para encontrar bons fornecedores.

Outra forma é ficar de olho nos sites e redes sociais das feiras especializadas. Os sites normalmente fornecem informações sobre empresas que compareceram. Já as redes sociais, além de fornecerem essas informações, podem seguir – ou serem seguidas – por bons fornecedores. 

5 – Fale com o fabricante

Entrar em contato com o fabricante é uma ótima estratégia. Afinal, ele sabe, melhor do que ninguém, quais são as empresas que revendem seus produtos. 

Há casos em que os fabricantes podem vender diretamente para você, o que é ótimo, pois você acaba pagando um preço bem menor do que com um outro tipo de fornecedor.

Mas é preciso ficar de olho em um ponto: pesquise se o fabricante também vende os produtos no varejo. Caso isso aconteça, caia fora, ele pode não ser um fornecedor confiável e ainda será um concorrente.

6 – Analise o preço e as formas de pagamento 

Quando se está em busca de fornecedores, é sempre bom saber se o preço dos produtos e as formas de pagamentos valem a pena para você. É lógico que os produtos devem ser de boa qualidade, mas escolher fornecedores com preços absurdos e nada flexíveis com o pagamento pode não ser uma boa para o seu negócio.

Compare a qualidade dos produtos de todos os fornecedores que você gostou, veja quais possuem melhor custo-benefício-qualidade. Procure saber quais tipos de descontos cada um dá, se há boas condições de parcelamento.

Inclua também o valor do frete, as taxas de serviço e os impostos. Todos os gastos devem estar incluídos na hora de escolher o fornecedor, para que, mais para frente, você não tenha que aumentar o valor dos seus preços e acabar tendo prejuízos.

7 – Olhe a embalagem

É uma das estratégias mais usadas: olhar o nome do fornecedor que está na etiqueta ou embalagem do produto.

Esse é um jeito que pode funcionar para você, mas não leve isso como se fosse a única solução. Nem sempre um fornecedor de um lugar é um bom fornecedor ou é um bom fornecedor para você.

8 – Busque mercados fixos

Alguns segmentos possuem mercados fixos, em que é muito mais fácil para encontrar fornecedores. Um exemplo disso é o segmento de roupas, em que é possível encontrar diversas lojas de atacado em lugares como o Brás, em São Paulo.

9 – Analise a capacidade de fornecimento

Pergunte aos fornecedores se eles são capazes de suprir a sua demanda, se eles não vão te deixar na mão e quanto tempo eles podem demorar para preencher o seu estoque.

A base de uma parceria com seu fornecedor deve ser a honestidade. Seja sincero quanto ao que você precisa e no tempo que você precisa, e veja se ele pode ou não atender.

Encontrar fornecedores que possuem bons produtos, mas que não conseguem atender o seu negócio no tempo que você precisa pode acabar te deixando mal com os clientes. 

Não dependa só de um

Esses pontos são fundamentais para que você se aproxime de um bom fornecedor para o seu negócio. Não tenha preguiça de passar um tempo pesquisando e falando com todos aqueles que parecem ser os fornecedores ideais para você.

Além disso, não dependa apenas de um fornecedor. Mesmo que você encontre um que preencha perfeitamente tudo o que o seu negócio precisa, há certas situações que podem acontecer de forma inesperada. Então, tenha pelo menos 2 bons fornecedores e seja sincero com os dois sobre isso.

A base dessa parceria deve ser a honestidade e quanto mais sincero você for com o seu fornecedor e ele for com você, melhor.

Conheça o Ecommerce na Prática

No Ecommerce na Prática, costumamos ensinar maneiras realmente eficazes para conseguir bons fornecedores para o seu negócio.

E quando falamos em bons, queremos dizer: ágeis, com bons preços, boas condições de pagamento e reais parceiros do seu negócio.

O Ecommerce na Prática é a maior escola de EAD de empreendedorismo com foco em Ecommerce do país. Desde 2015, nos dedicamos a transformar vidas e realizar sonhos por meio da educação, capacitação constante e apoio de uma equipe especializada.

Hoje, são mais de 20 mil empreendedores em nossos treinamentos e mais de um milhão de pessoas impactadas todos os dias por nossos materiais gratuitos.

Conheça o Ecommerce na Prática também e fique por dentro de todos os temas relacionados ao Ecommerce e negócios digitais.

Deixe um comentário