E-commerce ou marketplace. Qual a diferença?

Entenda as distinções entre os dois modelos de negócio online e veja como o marketplace pode ser sua porta de entrada no e-commerce

 

Pensando em empreender pela internet e vender seus produtos online? Saiba que nesta hora, as dúvidas que você tem são mais comuns do que você imagina. E é exatamente para ajudar pessoas como você que produzimos este conteúdo.

Entenda qual a diferença entre as modalidades de comércio eletrônico e entenda de uma vez por todas palavras como e-commerce e marketplace. E o melhor, como elas podem se encaixar no seu próximo negócio!

 

Diferenças entre e-commerce e marketplace

 

Quem ainda não está familiarizado com a venda pela internet pode facilmente pensar que e-commerce e marketplace são a mesma coisa. Então, vamos sanar qualquer tipo de dúvida neste caso: falaremos aqui de duas modalidades diferentes de comércio. Achou complicado até aqui? Não se preocupe. Iremos explicar o que cada uma delas significa!

 

O que é e-commerce?

 

 

No sentido literal, a tradução de e-commerce caracteriza “comércio eletrônico”. Na prática, e-commerce é quando você monta um negócio para vender produtos online. Mas, antes de qualquer decisão, o caminho mais indicado para se iniciar neste ramo é procurar canais consolidados de venda pela internet.

Conforme a orientação de diversos especialistas, deve-se evitar a tentação de partir direto para a criação de uma loja virtual. Para quem não sabe, uma loja virtual é o site propriamente dito com os produtos à venda.

A questão é que no início da operação desse tipo de negócio,  ainda não se tem tráfego de visitantes suficiente para sustentar a operação. Seria como ter uma loja em um ponto físico escondido que ninguém vê, ou sequer sabe da existência daquele estabelecimento.

Como estar na internet não basta para ser encontrado pelo público, o ideal é ingressar em um canal que já tenha visibilidade. E é aí que entra o marketplace.

Inclusive, a prova de que ter tráfego é tão importante, é ser possível ter um e-commerce (vender pela internet) sem ter uma loja virtual própria. Afinal, os marketplaces proporcionam o ambiente/site necessário.

Continue esta leitura, pois este será o próximo assunto que vamos detalhar.



O que é marketplace?

 

Diferentemente do e-commerce, que se trata basicamente da venda online, o marketplace está mais para um shopping. Isso porque o marketplace é uma plataforma online que reúne vários vendedores no mesmo lugar.

Quando você entra em sites com múltiplos fornecedores, rapidamente percebe que há uma variedade de produtos disponíveis através de fontes diversas. Por isso, apesar de ser, essencialmente, uma plataforma de anúncios, o Mercado Livre também se enquadra como um marketplace.

Além disso, hoje os grandes varejistas como Ponto Frio, por exemplo, não vendem apenas os artigos dos seu próprio estoque. Eles abrem espaço para pequenos lojistas oferecerem produtos no mesmo site, através de marketplace.

Magazine Luiza, Americanas, Submarino, Ricardo Eletro, Casas Bahia, Saraiva, Cissa Magazine e tantos outros nomes conhecidos do público também integram este modelo de negócio. É possível que você já tenha comprado um produto em algum desses sites, mas fechou o pedido com outro lojista.

 

E-commerce ou marketplace. Qual a diferença? | Melhor Envio

Você já reparou que nestes canais aparece a descrição “vendido e entregue por” junto aos produtos? Esta é a informação se o item oferecido é do estoque próprio da loja ou de outros fornecedores externos. Ou seja, pessoas que disponibilizam seus produtos no mesmo site.

A disposição das mercadorias pode variar de um site para outro. Mas, nessas plataformas é oferecido ao consumidor a opção de escolher com quem irá concluir o pedido. Afinal, o mesmo artigo está disponível através de vários vendedores.

Veja na imagem a seguir:

 

E-commerce ou marketplace. Qual a diferença? | Melhor Envio

Marketplace: o shopping das vitrines digitais

 

Originariamente, o modelo de venda baseado em mercadorias de terceiros, (seja através de lojas menores ou vendedores autônomos) foi criado pela Amazon. A gigante idealizada e comandada por Jeff Bezos é a pioneira responsável pelo lançamento do marketplace.

Dessa forma, é importante entender que o marketplace é uma plataforma mediada por uma empresa. Este canal permite ao usuário comprar em mais de uma loja ao mesmo tempo e assim pagar junto por itens de diferentes fornecedores. Outra peculiaridade é que, como em um shopping online, o visitante pode comparar produtos e preços de diversas fontes no mesmo local.

 

A porta de entrada do mercado online



Para os lojistas, o marketplace caracteriza um lugar que já tem muito tráfego. Ou seja, desponta como um canal com alta procura e visibilidade. Dessa forma, a grande sacada é aproveitar essa vitrine, já consolidada e com toda a estrutura necessária para as vendas.

Por isso, os marketplaces são a oportunidade ideal para quem está começando a se aventurar pela internet a comercializar mercadorias online. Nesses espaços, lojistas iniciantes podem começar a oferecer seus artigos e a entender como o mercado funciona.

O ingresso no segmento permite ainda ver quais os produtos mais vendem e, principalmente, se os seus se encaixam na preferência do público. Assim, vale passar pelos marketplaces para saber como se relacionar e entender os clientes antes de abrir uma loja virtual.

Encontrar formas de vender seus produtos de forma constante também está entre os benefícios que podem ser construídos durante o início da sua jornada como vendedor online. Lembramos, que ao ingressar neste caminho, você precisa ter o pé no chão para abrir suas atividades com sustentabilidade e sem riscos elevados.

 

Pesquise também sobre entrega de encomendas

 

Neste conteúdo, buscamos esclarecer os caminhos à frente de quem decide vender pela internet. Esperamos que nossas dicas o ajudem a planejar seu ingresso no e-commerce com segurança e assertividade.

Para colaborar ainda mais com seu período de aprendizado e pesquisa, vamos lembrá-lo de algo que irá acompanhá-lo sempre no e-commerce: o frete.

Então, nossa última dica neste artigo é para que você conheça o Melhor Envio, uma plataforma gratuita de fretes. Visite nosso site e já comece a planejar as entregas do seu negócio online!

Posts relacionados

Deixe um comentário