Saiba como o frete pode salvar ou quebrar o seu negócio

Apesar das dificuldades logísticas no Brasil, o frete pode ser um aliado poderoso de quem vende pela internet. Quer saber como? A gente conta!

 

No Brasil, os custos com frete representam um desafio para diversos setores da economia. De acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o gasto com transportes é responsável por 65,9% das despesas logísticas de um e-commerce. Uma fatia bastante considerável, não acha? 

E por que o frete custa caro em nosso país? Uma das respostas a essa pergunta é justamente a predominância do modal rodoviário. Segundo dados do IBGE, mais de 60% do transporte brasileiro de cargas é feito nas rodovias. Se pensarmos nas longas distâncias, nos valores dos combustíveis e dos impostos, podemos entender um pouco melhor o porquê desse cenário.

E qual é o motivo de dizer tudo isso já no começo do texto? Bem, o custo do frete impacta o consumidor final, que pode até mesmo desistir de uma compra em razão do valor de entrega. E é justamente por isso que o frete tem o poder de salvar ou quebrar o seu negócio!

 

O frete precisa ser parte da estratégia de marketing

 

O seu negócio provavelmente tem uma estratégia de marketing, correto? A necessidade de divulgar produtos e serviços já é praticamente um consenso nos dias atuais. Mas qual seria a resposta se perguntássemos qual é a sua estratégia de frete? Esse questionamento é uma provocação importante e tem o objetivo de chamar a atenção para a importância da logística na gestão de uma loja virtual.

Você terá problemas se não pensar no frete como uma estratégia vinculada ao marketing. Imagine o seguinte cenário: Bruna é dona de um e-commerce de produtos estéticos. Seu estoque fica no Paraná e a lojista é capaz de oferecer fretes competitivos para as regiões sul e sudeste do Brasil. Para desenvolver uma estratégia de marketing vinculada ao frete, Bruna criou anúncios direcionados para as regiões onde o preço do seu frete é mais competitivo, ou seja, sul e sudeste. 

Se Bruna não levasse o frete em consideração e anunciasse para o país inteiro, incluindo as localidades onde o preço de sua entrega não é competitivo, nossa lojista fictícia provavelmente não veria o investimento em marketing se transformar em conversões e, consequentemente, em lucro. 

 

Diversificar opções de entrega é importante para consumidores e lojistas

 

Como você provavelmente já sabe, o valor do frete é um dos principais motivos de abandono de carrinho. Uma estratégia eficiente para combater esse problema é diversificar as opções de entrega da sua loja virtual. Dessa forma, o cliente tem mais liberdade para escolher sua modalidade preferida, podendo optar por receber os produtos em prazos maiores para pagar menos pelo frete. 

Além disso, oferecer opções logísticas variadas não beneficia apenas o consumidor: o lojista também sai ganhando. Trabalhar com mais de uma transportadora significa estar protegido contra a eventual indisponibilidade de determinado serviço. É o caso dos Correios, por exemplo, que não aceitam encomendas cuja soma das dimensões (comprimento, altura e largura) seja superior a 200 cm ou com peso acima de 30 kg — uma prática que pode atrapalhar quem trabalha com produtos maiores.

Aproveite e veja como enviar encomendas grandes ou em formatos especiais!

 

Ofereça opções de frete que façam sentido para o seu negócio

 

Antes de oferecer várias opções de frete aos clientes, o lojista precisa pensar em quais delas fazem sentido para o negócio. Confira alguns questionamentos úteis para quem está pensando em diversificar as opções de entrega:

 

Ir até o balcão para despachar as encomendas atrapalha a sua rotina? 

 

Se sim, cogite utilizar transportadoras que trabalhem com serviço de coleta. Dessa forma, você diversifica as opções de entrega e ainda otimiza o seu tempo — algo vital para quem gerencia um negócio por conta própria.

 

Você trabalha com produtos embalados em formato cilíndrico ou esférico? 

 

Se sim, fique atento à taxa adicional de R$ 79,00 cobrada pelos Correios para manuseio de encomendas nesses formatos. Na impossibilidade de utilizar uma embalagem alternativa e evitar a taxa, procure transportadoras privadas que não a cobrem. 

 

Confirmação de recebimento é algo essencial? Ou você precisa que apenas o destinatário possa receber o objeto? 

 

Os Correios têm serviços específicos para os dois casos: Aviso de Recebimento (AR) — o remetente recebe um formulário assinado por quem recebeu o objeto, confirmando a entrega —   e Mão Própria, modalidade na qual somente o destinatário poderá receber a encomenda. 

Leia também: dicas para desenvolver a gestão de frete de uma loja virtual!

 

E afinal: frete grátis salva ou quebra uma loja virtual?

 

Nem herói, nem vilão: sozinho, o frete grátis não tem poder para salvar ou quebrar uma loja virtual. Ele é apenas uma estratégia que pode ser bem ou mal utilizada. Oferecer frete grátis faz sentido em certos cenários, mas a prática não costuma ser sustentável por longos períodos. Retomemos o exemplo da Bruna, nossa lojista fictícia do setor estético. Ela pretende aproveitar a próxima Black Friday para aumentar as vendas e o ticket médio do e-commerce, que é de R$ 150,00. 

Com esse objetivo em mente, Bruna vai oferecer frete grátis nas compras acima de R$ 200,00 apenas durante o período de Black Friday. Para tornar a estratégia viável, a ideia dela é atrelar o frete grátis a uma modalidade mais lenta (e mais barata) de envio — e isso sem deixar de oferecer opções expressas para quem quiser pagar pelo frete para receber o pedido mais rápido. Usando essa estratégia, nossa lojista fictícia não irá comprometer sua margem de lucro, terá tempo de preparar as encomendas para entrega e ainda oferecerá opções diversificadas de envio. 

A situação acima mostra como o frete grátis pode ser bem utilizado em momentos estratégicos, não acha? 

 

Já pensou em usar um gateway de fretes? 

 

Nossa última dica pra quem chegou até aqui é sobre gateway de fretes, uma solução capaz de otimizar a gestão logística da sua loja virtual. Você já ouviu falar desse tipo de plataforma? Em resumo, os gateways são intermediadores entre o seu negócio e as transportadoras. Essas ferramentas negociam fretes com valores mais competitivos do que a média do mercado e os repassam para seus usuários. 

O Melhor Envio, por exemplo, é um gateway de fretes que já ajudou a otimizar a logística de mais de 70 mil lojistas. Utilizando a nossa plataforma — que é gratuita — é possível fazer cotações simultâneas com transportadoras ou Correios e garantir um frete mais competitivo para o seu negócio. Estamos integrados aos melhores ERPs, hubs, plataformas de e-commerce e marketplaces do mercado. 

Acesse nossa plataforma e veja como o Melhor Envio pode ajudar a solucionar os seus problemas com frete!

Posts relacionados

Deixe um comentário