Quais serão os produtos mais vendidos na Black Friday

Veja quais os setores devem estar em alta na Black Friday e fique por dentro do cenário que envolve os itens mais procurados 

Se o faturamento em 2018, na casa dos R$ 2,6 bilhões, já fez a alegria de quem vende no e-commerce na edição anterior, imagine em 2019, quando a projeção é ultrapassar os R$ 3 bilhões de vendas na Black Friday.

Isso mesmo senhoras e senhores, os consumidores devem se superar novamente e fazer da grande febre de vendas um dos melhores eventos do ano!

A estimativa da Ebit, compartilhada também pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), aposta em um aumento de 18% nos lucros e um ticket médio na faixa dos R$ 608.

Além disso, a previsão para este ano é de que o brasileiro vá às compras tanto nas lojas físicas quanto pela internet. O que comprova a consolidação da data, que passou a ser vista pelo público como uma oportunidade legítima para adquirir produtos com descontos ainda maiores.

Confira estes e outros insights aqui no blog Melhor Envio e planeje com mais assertividade a sua campanha de Black Friday!

De olho nas categorias que vendem mais na Black Friday

Em 2019, o evento comercial cai em 29 de novembro, mas como todos sabem, a movimentação nas lojas físicas e virtuais acontece bem antes. 

Como já era de se esperar, os eletrônicos devem seguir em alta no topo das intenções de compra da Black Friday. Entre os produtos mais desejados, TVs, fones de ouvido e aparelhos de som devem ter saída acentuada no aquecimento das vendas.

Os smartphones, na seção de telefonia, vem logo em seguida, na segunda posição no comparativo dos itens que podem ser mais vendidos.

A estimativa foi apresentada na pesquisa da Compre e Confie, em parceria com E-commerce Brasil e NeoTrust, que revela a projeção de vendas e a intenção de compra para esta edição do marco de ofertas.

Entre os dados apontados no estudo, está a confirmação de uma característica típica da Black Friday: a de ser a data na qual as pessoas se programam para adquirir equipamentos eletrônicos com preços mais em conta.

Veja abaixo a estimativa da possível divisão dos lucros por categorias:

Eletrônicos devem se manter na liderança das compras na Black Friday 2019
Eletrônicos devem se manter na liderança das compras na Black Friday 2019

Ofertas com preço baixo serão o ponto forte do evento

Como falamos anteriormente, muitos consumidores aguardam as promoções da Black Friday e se planejam para aproveitar as vantagens do período de ofertas.

Ou seja, este é o momento ideal para os vendedores investirem nos melhores preços para atrair o público, que estará ansioso para encontrar itens mais baratos.

No levantamento da Compre e Confie, das 2.705 pessoas ouvidas entre 27 de junho e 3 de julho de 2019, 63% colocaram o valor mais baixo como o principal impulso para comprar na temporada. 

Há também a tendência da busca ser movida pelos artigos que o público pesquisou nos últimos meses, comparou preços e assistiu reviews para procurar na Black Friday especificamente estes produtos. Claro que em condições diferenciadas. Esse contingente reflete 23% da probabilidade de vendas da liquidação. Confira:

Consumidores se preparam para ir às compras em busca dos melhores preços na Black Friday
Consumidores se preparam para ir às compras em busca dos melhores preços na Black Friday

Preço como critério para mudança de ideia

Paralelamente a quem já está com a lista preparada para garimpar preços em várias lojas durante a Black Friday, existe também a parcela de público que prefere ficar de fora da temporada de promoções.

Por isso, o mesmo estudo questionou o que faria os consumidores – que afirmaram não pretender fazer compras – mudarem de ideia. 

Novamente, o preço falou mais alto ao ser responsável por 80% das chances de convencer as pessoas a adquirirem artigos na Black Friday. Observe:

 Economia é o fator mais importante na conversão de clientes na Black Friday
Economia é o fator mais importante na conversão de clientes na Black Friday

Vendas online e offline lado a lado na preferência do público

Outro cenário aguardado com forte expectativa na Black Friday 2019 é a homogeneidade das vendas online e offline. Isso porque, apesar das ofertas na internet serem mais conhecidas, os consumidores devem procurar também as lojas físicas em busca de promoções.

A projeção feita pelo Google, através da pesquisa realizada pela Provokers, demonstra a redução da preferência dos compradores apenas pelo comércio eletrônico.

Segundo o levantamento, o apelo do e-commerce pode cair dos 62%, registrados em 2017, para 38% em 2019 – apenas um por cento acima da intenção voltada às lojas físicas. Acompanhe a seguir:

Diferencial nesta Black Friday estará na igualdade de apelo entre online e offline
Diferencial nesta Black Friday estará na igualdade de apelo entre online e offline

Por outro lado, engana-se quem pensa que essa tendência pode ter somente um viés negativo. Pelo contrário, essa projeção abre caminho para os empreendedores multicanal se destacarem. 

Portanto, os vendedores que conseguirem trabalhar tanto no ambiente físico quanto no digital têm grandes chances de estar um passo à frente e ampliar os lucros.

Além disso, as tendências neste segmento encontram aliados interessantes na conversão como, por exemplo, a pesquisa de produtos que começa no e-commerce e é concluída no caixa da loja física após o cliente ver pessoalmente o item. 

A possibilidade de retirar o item comprado online na loja física também desponta como outro diferencial da união de ambos setores para faturar mais na Black Friday.

Saiba mais no artigo: Por que sua loja virtual deve ser multicanal

Seja honesto com os preços dos produtos na Black Friday

Como fica claro neste post o preço ocupa um papel decisivo na hora do cliente clicar no botão de compra. Entretanto, é fundamental ter transparência na hora de elaborar sua estratégia de precificação.

Apesar do reforço da informação de que o cliente se prepara com bastante antecedência e que a movimentação para a Black Friday começa bem antes do “Dia D”, ainda há vendedores que pecam ao “maquiar os preços”.

A prática equivocada consiste em causar a falsa impressão de que o item está mais barato ao elevar o valor do artigo alguns dias antes do evento. Certamente, você já deve ter ouvido expressões indignadas de consumidores que alegam ter encontrado produtos pela “metade do dobro”. 

Então, discursos como estes demonstram que clientela está atenta a práticas como dessa natureza! Prova disso, é a propaganda enganosa ser a segunda maior causa de queixas no site Reclame Aqui, que em 2018, registrou quase cem mil reclamações referentes a diversos tipos de problemas na Black Friday.

Apesar do número parecer baixo, a propaganda enganosa foi a segunda maior reclamação na Black Friday 2018
Apesar do número parecer baixo, a propaganda enganosa foi a segunda maior reclamação na Black Friday 2018

Acerte no envio das encomendas

Neste artigo, você pôde conferir quais os produtos estarão em alta nas intenções de compra dos clientes na Black Friday. Mas, independentemente do seu nicho, é importante também não descuidar do envio dos pedidos, ok?

Portanto, para o seu e-commerce se destacar também neste momento, conte com uma plataforma gratuita de gestão de frete como o Melhor Envio!

Chega de passar trabalho ao levar mais tempo do que o necessário para decidir como transportar suas encomendas. 

Utilize uma tecnologia na qual seja possível cotar entregas com Correios e transportadoras privadas em segundos, pagando apenas pelos fretes gerados no sistema. E faça isso sem ter que negociar contratos individuais com as empresas de logística. 

Escolha entre diferentes serviços e opte por condições que valorizem o seu produto com um envio ágil para o cliente e prático para o seu negócio!

Posts relacionados

Deixe um comentário