7 erros que você deve evitar na sua estratégia de frete

Leia este texto e descubra quais são os 7 erros mais comuns (e que você precisa evitar) em uma estratégia de frete

O frete tem um papel muito importante no e-commerce: pode ser herói ou pode ser vilão. O que não pode é ser ignorado! Afinal, ele influencia diretamente na decisão de compra. Segundo um estudo da Rock Content, o principal motivo para o abandono de carrinho é o custo do frete. Mas não é só no bolso do consumidor que a importância da logística se faz sentir. Prazo de entrega, devolução e troca de encomendas são outras variáveis que precisam ser consideradas pelos lojistas. É por isso que, neste texto, vamos falar sobre os 7 erros que você precisa evitar na estratégia de frete do seu negócio. Vamos lá?

1. Controle de estoque ineficiente

O estoque é a ponta de lança da sua estratégia de frete. Qualquer problema nessa etapa pode causar um efeito dominó, atrapalhando outros processos do seu e-commerce. Quando o assunto é estoque, o erro mais comum é a falta de controle sobre os itens armazenados. Quem vende em diversos canais, por exemplo, pode passar por problemas com a sincronização do estoque. Um desdobramento disso é a venda de produtos esgotados, algo capaz de causar um grande atrito com os clientes da sua loja. 

Aproveite a tecnologia para acabar com os problemas relacionados a estoque. O uso de um software de ERP (Enterprise Resource Planning) — espécie de programa integrado para a gestão empresarial — pode ajudá-lo a gerenciar melhor o estoque e demais áreas do seu negócio.

Imagem: senivpetro / Freepik

2. Processos internos desorganizados

Este erro está bastante relacionado a algum tipo de desorganização no estoque. Mas o problema não termina na armazenagem dos produtos. Quando você recebe um pedido, o fluxo interno do seu negócio precisa ser bem estabelecido para evitar gargalos operacionais. 

Uma consequência direta de processos internos bagunçados é a demora para a postagem das encomendas. Isso influencia no prazo de entrega da mercadoria e pode causar atrasos significativos, algo que o seu cliente não vai gostar. E não tem jeito: o único remédio para a desorganização é a organização. 

Estabelecer rotinas claras para cada um dos momentos abaixo é um excelente primeiro passo para começar a organizar os processos do seu e-commerce:

  • Pedido confirmado: é hora de ter agilidade e partir para as próximas etapas.
  • Separação do produto no estoque (picking): a organização do estoque é vital nessa fase, que precisa ser rápida e eficiente.
  • Embalagem (packing): essa etapa requer muita atenção. Tenha os equipamentos corretos e nunca deixe faltar material para suas embalagens.
  • Postagem: você precisa ir até o balcão da transportadora? Ou ela trabalha com coleta? É importante definir esse tipo de coisa para evitar que a embalagem fique pronta para o envio e acabe esquecida em algum canto.
embalagem é importante na estratégia de frete
Imagem: pressfoto / Freepik

3. Não disponibilizar opções variadas de frete

É um erro achar que o cliente procura apenas o frete mais barato. Sim, uma entrega competitiva é vital para evitar os abandonos de carrinho, mas também é essencial disponibilizar opções variadas de frete e deixar o consumidor escolher a mais vantajosa para ele. Não acredita? De acordo com a PwC, 64% dos consumidores estão dispostos a pagar mais caro por um frete mais rápido. 

Ou seja: além do preço, o prazo da entrega é um aspecto importante para quem compra pela internet. Esquecer disso é um erro grave para quem tem loja virtual. Certifique-se de disponibilizar opções variadas de entrega e permita que seus clientes possam comparar e escolher a melhor delas. Isso com certeza vai impactar positivamente nas suas vendas.

4. Oferecer frete grátis aleatoriamente

Em estágios iniciais do e-commerce — enquanto a desconfiança do público com a modalidade ainda era alta — o frete grátis parecia ser a única forma de aumentar a taxa de conversão. Isso deixou de ser verdade no contexto atual. O frete grátis não é mais um requisito para a venda. Ele se encaixa melhor como um diferencial — e, como todo diferencial, é escolha do lojista disponibilizá-lo ou não.

Com isso dito, fique sabendo que oferecer frete grátis sem planejamento é um dos maiores erros que você pode cometer. Sim, é possível que você venda mais, mas também é possível (e bastante provável) que você veja a sua margem de lucro desaparecer. 

Não estamos dizendo para não oferecer frete grátis. Mas procure se informar mais sobre essa estratégia. Faça os cálculos, descubra qual é o ticket médio da sua loja, estabeleça um valor mínimo de compras para oferecer o benefício e só depois coloque a mão na massa. Se quiser saber mais sobre o assunto, acesse um texto especial e veja como e quando oferecer frete grátis!

5. Não planejar a logística reversa

A logística reversa é o que acontece quando uma encomenda precisa “fazer o caminho de volta” e ser devolvida para o lojista. Os motivos para isso são diversos. O cliente pode desistir da compra (um direito garantido pelo Código de Defesa do Consumidor), solicitar a troca do produto ou identificar uma avaria na mercadoria e pedir sua substituição.

E quem paga pelo frete reverso? Segundo o Código de Defesa do Consumidor, as empresas são responsáveis por arcar com os custos de devoluções e trocas. Isso pode representar um grande problema para a margem de lucro de pequenos e médios e-commerces. 

De acordo com dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a taxa média de devolução de produtos estava em 3,98% em 2019. Pode parecer pouco, mas você precisa ter flexibilidade no seu orçamento para bancar as despesas da logística reversa. Não levar esse aspecto em consideração é um grande erro na estratégia de frete de um e-commerce.

6. Cadastrar produtos com peso ou dimensões incorretos

Cadastrar produtos com peso ou dimensões incorretos pode render uma dor de cabeça gigantesca. Isso sem falar no potencial prejuízo financeiro. Como as transportadoras utilizam essas informações para calcular o frete, qualquer erro no cadastro dos produtos vai influenciar no valor da entrega. E o resultado disso tudo é bem óbvio. Quando o cliente digitar o CEP para simular o envio, um valor errado será informado para ele. Se o valor informado for inferior ao valor do frete e o cliente fechar a compra, você vai precisar pagar a diferença do próprio bolso. Por outro lado, o cliente pode simplesmente desistir da compra se achar o frete mais caro que a média.

cadastrar produtos corretamente é importante para o frete do seu e-commerce
Imagem: jcomp / Freepik

De olho no cálculo de cubagem: embalagens inadequadas encarecem o frete

Você sabia que o peso do objeto não é o único fator levado em consideração para precificar uma postagem, né? Além do peso, as transportadoras costumam utilizar o cálculo de cubagem para definir o valor do frete. Em resumo, o cálculo de cubagem considera o espaço que uma encomenda ocupa no veículo. 

Como o espaço do veículo de transporte é limitado, as empresas tendem a cobrar mais de pacotes muito volumosos (mesmo se eles forem leves). Ou seja: utilizar embalagens inadequadas para o tamanho do seu produto pode (e vai!) encarecer o seu frete. Fique atento a esse aspecto para não perder competitividade nas suas vendas! 

Aproveite e clique aqui para saber mais sobre a importância do cálculo de cubagem.

7. Trabalhar com apenas uma transportadora

Assim como o cliente precisa ter opções variadas de frete (veja o item 3 deste texto!), os lojistas não podem depender de apenas uma transportadora. Sempre é preciso contar com algum tipo de “carta na manga” para lidar com eventuais imprevistos. 

A boa notícia é que a tecnologia pode ajudá-lo nessa missão! Por exemplo: usando o Melhor Envio, você consegue simular fretes e comparar condições entre diversas transportadoras (inclusive Correios) em poucos cliques. E você nem precisa ter contratos com transportadoras para utilizar. 

Como intermedia um grande volume de fretes, o Melhor Envio consegue negociar condições especiais com as empresas de transporte e repassá-las para os mais de 150 mil lojistas cadastrados na plataforma. 

E sabe quanto custa tudo isso? Nada! A plataforma é gratuita para usar, você só paga pelos fretes que gerar. Cadastre-se agora mesmo e comece a economizar tempo e dinheiro com o Melhor Envio!

Posts relacionados

Deixe um comentário