Influenciadores digitais funcionam no e-commerce?

O marketing com influenciadores digitais está em alta, mas será que ele realmente funciona para o e-commerce? A gente vai responder a essa pergunta para você!

A internet e as redes sociais transformaram a forma de anunciar produtos e serviços. Com o surgimento e popularização de plataformas como Google, YouTube, Facebook, Instagram e muitas outras, o mercado da publicidade encontrou novos canais para explorar. As mídias tradicionais (como tv, jornal, e rádio) — antes as únicas ferramentas disponíveis para a divulgação de marcas — agora dividem espaço com os meios digitais.

Nesse cenário, novas estratégias publicitárias ganharam relevância cada vez maior. Uma delas é o marketing de influência, abordagem que utiliza a contribuição de perfis relevantes em diversos nichos para promover determinada empresa/marca. Mas será que esse tipo de estratégia funciona no e-commerce? Essa é pergunta que vamos responder neste texto. Boa leitura!

O que são influenciadores digitais?

Um influenciador digital é alguém que produz conteúdo para a internet. Pode ser focado em um único nicho (moda, vida fitness, viagens) ou falar sobre os mais diversos assuntos. Sua presença digital pode estar concentrada em apenas uma rede social, ou espalhada em várias delas, dependendo do tamanho do público que o segue e do tipo de conteúdo que ele publica.

Você provavelmente segue alguém que se encaixa na categoria influenciador digital. A gente sabe disso porque, de acordo com uma pesquisa do instituto QualiBest, 71% das pessoas seguem influenciadores digitais de alguma categoria. O estudo também revelou vários dados interessantes sobre a relação influenciadores x consumo:

  • 86% já descobriram produtos por meio de um influenciador
  • 73% já compraram produtos indicados por um influenciador
  • 55% confiam em influenciadores digitais para buscar informação antes da compra de um produto

Curiosidade: o gráfico abaixo, retirado do Google Trends, mostra claramente como o interesse pelo termo “influenciador digital” cresceu ao longo dos últimos anos.

Como encontrar o influenciador digital certo?

Caso opte por incluir o marketing de influência no rol de estratégias de divulgação do seu e-commerce, você será confrontado com a seguinte questão: como encontrar o influenciador digital certo? E a resposta para essa pergunta… São mais perguntas! Antes de pensar na contratação de um influencer, você precisa ter algumas questões solidamente respondidas na sua mente:

  • Quem é o público da sua marca/produto/serviço?
  • O seu público consome conteúdos criados por influenciadores?
  • Em quais redes sociais o seu público é mais ativo? 
  • Os assuntos dos quais o influencer fala podem ser relacionados de maneira natural ao seu negócio?

Ter respostas claras para esses questionamentos é muito importante para tomar uma decisão estratégica em relação ao marketing de influência. Se, por exemplo, você não considerar em quais redes sociais o seu público é mais ativo, vai correr o risco de contratar um influenciador que não conversa com a sua audiência.

Como entrar em contato com influenciadores?

Depois que tiver os seus objetivos bem definidos, é hora de pesquisar os influenciadores que se encaixam com o perfil da sua empresa e estabelecer contato com eles. E como fazer isso? Bom, não existe um jeito 100% certo e garantido, mas temos algumas dicas com boas práticas para falar com influencers

  • Prefira entrar em contato por e-mail. É mais profissional e reduz as chances da sua mensagem se perder no meio do caminho.
  • Explique a sua proposta detalhadamente para o influenciador. Enviar uma mensagem com informações insuficientes pode fazer com que ele simplesmente o ignore.
  • Alinhe as expectativas para os dois lados desde o primeiro contato: peça um orçamento detalhado, questione se existe a possibilidade de permuta (caso seja do seu interesse). Aproveite esse momento para pedir a opinião do influenciador a respeito da sua proposta e como ele acha que poderia melhorá-la.

Não sabe nem por onde começar a procurar o influencer certo? Para sua sorte, existem algumas plataformas dedicadas a conectar empresas a influenciadores. O Influency.me e o Squid são duas ferramentas que podem ajudá-lo a encontrar alguém com perfil adequado para a sua estratégia de divulgação. 

Boas práticas no marketing de influência

boas práticas no marketing de influência

Para explorar todas as possibilidades do marketing de influência, é essencial adotar boas práticas na hora de utilizar canais de terceiros para divulgar a sua empresa/marca.

  • Não tente mudar a linguagem/personalidade do influenciador. O ideal (como mencionamos logo acima) é escolher alguém que já combine com o seu negócio.
  • O número de seguidores não é a única métrica a ser levada em consideração na hora de contratar um influenciador. Na verdade, ela nem é tão importante assim. O que você precisa saber são, basicamente, duas coisas: se os seguidores do influencer são engajados e se não foram adquiridos de maneira ilícita — algo bem fácil de identificar. Desconfie de perfis com muitos seguidores, mas poucas interações em comentários.
  • É importante que o influenciador deixe claro para a audiência quando o conteúdo for patrocinado pela sua marca. O mais usual é usar as hashtags “#publi” ou “#publipost” para indicar uma publicação paga por terceiros. Redes como o Instagram, por exemplo, permitem que os influencers marquem as empresas parceiras com a tag “parceria paga”. 
  • Ao contratar um influenciador, você vincula o rosto dele à sua marca. Isso é verdade tanto para o bem como para o mal. Por isso, é recomendável pesquisar o conteúdo produzido pelo influencer, analisar se ele já se envolveu em polêmicas, consultar empresas com as quais ele já trabalhou e pedir informações. Apesar de parecer perda de tempo, fazer isso pode evitar futuras dores de cabeça. 

Ei! Aproveite e confira 11 ferramentas que vão turbinar as redes sociais do seu negócio!

Empresas que já estão aplicando o marketing de influência

O marketing de influência já está sendo aplicado por grandes marcas do Brasil e do mundo. Confira alguns cases para ficar inspirado! 

  • Magazine Luiza

Não contente em apenas usar o marketing de influência, a gigante varejista criou sua própria influenciadora digital fictícia: a Lu do Magalu. Ela tem até canal no YouTube e interage com nomes famosos como Whindersson Nunes, Felipe Neto, Maísa Silva e muitos outros!

  • Samsung

Atenta à popularidade dos vídeos de reviews de produtos no YouTube, a Samsung investe em influenciadores focados na produção desse tipo de conteúdo. O canal “Coisa de Nerd” (vídeo abaixo) tem quase 10 milhões de inscritos e é um parceiro recorrente da Samsung.

  • Submarino

Em seu canal no YouTube, o Submarino publica reviews de produtos, tutoriais, resenhas de livros e vários outros conteúdos produzidos em parceria com diversos influenciadores digitais. Com essa estratégia, a empresa conseguiu mais de 180 mil inscritos na plataforma!

  • Pantene

A Pantene — marca de produtos para o cabelo — também tem aproveitado a influência de pessoas famosas na internet para suas estratégias de divulgação. 

pantene usa influenciadores digitais em sua estratégia de marketing

Conclusão

A divulgação feita com a ajuda de influenciadores digitais tem vários pontos positivos. Ao contrário da publicidade tradicional, no qual a empresa fala de si mesma, o marketing de influência usa uma terceira pessoa para transmitir a mensagem. Pense com a gente: um elogio é bem mais confiável quando feito por outra pessoa, não acha? Dificilmente uma marca falando bem de si mesma vai transmitir credibilidade nos dias atuais. Quando a propaganda nem parece propaganda, por outro lado, a eficiência tende a ser bem maior.

Uma prova da eficácia da publicidade com influenciadores digitais é o custo-benefício desse tipo de estratégia. Segundo dados da Nielsen Catalina Solutions, o ROI (Return Over Investment / Retorno Sobre Investimento) do marketing de influência é 11x maior que o de outras estratégias de divulgação. Em posse de todas essas informações, é possível dizer que com certeza os influenciadores digitais podem ser muito úteis para o seu e-commerce. Afinal, não é à toa que as grandes marcas citadas logo acima adotaram o marketing de influência.

Apesar de tudo isso, é importante planejar muito bem qualquer ação com influencers para não correr o risco de desperdiçar dinheiro. Por exemplo: quem está começando a vender pela internet talvez se beneficie muito mais anunciando no Google ou nos marketplaces. Tudo vai depender do momento de cada negócio.

Receba conteúdos relevantes no seu e-mail 

Estar sempre atualizado é essencial para quem quer se manter competitivo no mundo dos negócios. Para ficar sempre ligado nas principais novidades do e-commerce, assine a newsletter do Blog Melhor Envio.

E pode ficar tranquilo, a gente não manda spam! 😉

Posts relacionados

Deixe um comentário