Coronavírus: 5 estratégias de marketing para superar a crise

Como ações estratégicas de marketing podem ajudar o seu negócio a crescer na internet e driblar a crise causada pelo coronavírus

Diante do surgimento do coronavírus (COVID-19) e da necessidade de adaptações para conter a pandemia, a rotina mudou.

Para evitar aglomerações, lojas físicas precisaram fechar e as relações, tanto pessoais quanto de negócios, passaram a acontecer, em sua maioria, no mundo online.Em um primeiro momento, devido ao medo do vírus, o volume de compra no comércio eletrônico apresentou uma queda de 7,7%. O estudo é da “Compre & Confie”, uma empresa de inteligência de mercado focada no e-commerce, e analisou o período de 1º a 19 de fevereiro.

marketing na crise
Imagem: Rawpixel

Mas de acordo com um segundo levantamento da mesma empresa, o momento já é de recuperação. Foi o que mostrou uma análise das movimentações online no período de 23 dias depois do primeiro caso no Brasil (24 de fevereiro a 18 de março).

Em comparação com o mesmo período de 2019, houve um aumento de 30,8% no número de pedidos no comércio eletrônico. Produtos de saúde, beleza e perfumaria foram os mais vendidos. Inclusive, alguns setores estão crescendo com a pandemia.

Por isso agora, mais do que nunca, é a hora de o seu negócio apostar no marketing digital. Afinal, durante a quarentena, já parou pra pensar quanto tempo as pessoas vão passar consumindo conteúdo na internet?

Então continue a leitura, e confira algumas estratégias que você pode adotar para se destacar no meio online e superar a crise.

Quais estratégias de marketing adotar para superar o coronavírus?

Apesar de ser um momento de incertezas para todos, não só para o e-commerce, o seu negócio pode descobrir novas formas de lidar com o público e sair mais forte. Basta agir com responsabilidade, criatividade e colocar em prática algumas estratégias de marketing.

Por isso confira as dicas que daremos a seguir! São estratégias que podem (e devem) ser utilizadas permanentemente no seu negócio. Mas que, especialmente durante a quarentena do coronavírus, quando a presença online deve ser maior, podem ajudar você a destacar a sua marca na internet e vender mais.

1) Apostar no Inbound Marketing

marketing
Imagem: Rawpixel

O que é Inbound Marketing?

O inbound marketing é um conjunto de estratégias de marketing que se baseia na produção de conteúdo. O objetivo é oferecer informações relevantes e que agreguem valor ao cliente em potencial do seu negócio.

É uma forma de fazer com que as pessoas cheguem até a sua empresa, atraídos pela mensagem que você transmite.

No marketing de conteúdo, a comunicação entre a marca e o cliente é aberta, há mais interação e maior engajamento.

Fases do Inbound Marketing

Atração

O primeiro objetivo é conseguir tráfego qualificado para os seus canais digitais. Por isso, a primeira etapa do inbound marketing é a geração de leads. Ou seja, fazer com que mais pessoas visitem o seu site pela primeira vez. Isso será feito através da produção de conteúdo relevante.

Conversão

Depois de conquistar os acessos, o foco passa a ser converter os leads em clientes para o seu negócio. Ou seja, transformar eles em oportunidades reais de vendas.

Venda

Após nutrir os leads com mais conteúdo relevante, é hora de fechar a venda.

Encantamento

Se engana quem pensa que o relacionamento com o cliente termina logo após a venda. Pelo contrário, é quando começa a fase do encantamento. A ideia é fazer com que ele volte a comprar de você e se torne até mesmo um promotor da sua marca.

Vantagens do Inbound Marketing

Alcance do público certo

Com o inbound marketing, a produção de conteúdo relevante e segmentado acaba atraindo o público certo para os seus canais digitais. Quer dizer que pessoas com intenções reais de compra encontram você através do seu conteúdo.

Aproximação com clientes

Por oferecer conteúdo de qualidade, que ajuda seu público-alvo na prática, você acaba conquistando a confiança do cliente. E isso desde o início da relação entre vocês. Assim sendo, seu público vai estar mais aberto a ouvir suas recomendações e dicas, e consequentemente mais disposto a consumir os produtos que você oferece.

Além disso, o inbound marketing se baseia na comunicação aberta e interação constante com o público. É fundamental saber a opinião e acompanhar a reação dos clientes.

Ciclo mais curto de vendas

O ciclo de vendas é o tempo que sua empresa gasta  com o possível cliente, desde o primeiro contato até o fechamento da venda.

Uma das grandes vantagens do inbound é reduzir esse tempo, o que resulta em economia e mais vendas.

Diminuição de custos

Além de diminuir os custos de aquisição de leads, o inbound marketing também é mais barato que outras estratégias, como anúncios pagos, por exemplo.

Como fazer Inbound Marketing durante a crise do coronavírus

Na era digital, o consumidor quer informações antes de comprar. E suas estratégias de marketing de conteúdo irão proporcionar isso a ele. Para aumentar sua influência, você pode criar um blog e manter forte presença nas redes sociais.

Durante a crise do coronavírus, as vantagens do inbound marketing se tornam ainda mais relevantes, uma vez que você precisa de algo que exija pouco investimento e apresente resultados mais rápido.

Mas como aplicar no seu negócio? Vamos dar um exemplo!

Digamos que o seu segmento seja o de moda fitness. Então você pode produzir conteúdos voltados para a importância de se manter em movimento mesmo durante a quarentena. Ou, ainda, dar dicas de exercícios para se fazer em casa. 

E, no final, chamar para os seus produtos que irão garantir conforto durante as atividades. 

Porém, tenha muito cuidado com o tom que você vai usar! Afinal, você não quer parecer oportunista, não é mesmo?! Lembre que as pessoas procuram por informação que agregue valor!

2) Utilizar as redes sociais

redes sociais
Imagem: Rawpixel

As redes sociais são ótimas ferramentas que você pode utilizar para gerar muitas vendas.

Você pode aplicar sua estratégia de inbound marketing, sobre a qual falamos acima, compartilhando conteúdo de valor com os seus seguidores. E ainda estreitar o relacionamento com os seus clientes, interagindo e respondendo a comentários.

Outra dica é compartilhar as publicações em que os seus seguidores marcam você. Isso certamente fará com que eles se sintam especiais e ainda mais motivados a consumir seus produtos e divulgar o seu negócio.

Essas são formas de criar engajamento com o seu público e fortalecer a comunicação da sua marca.

Como utilizar as redes sociais durante a crise do coronavírus

Quando o assunto é relacionamento com o cliente nas redes sociais, a maior referência é a Netflix.

Veja os exemplos abaixo.

Interação do streaming com os usuários no Twitter, antes da pandemia de coronavírus.

Imagem: publicação no Twiter da Netflix (Reprodução)

Interação com os usuários no Instagram, durante a quarentena do COVID-19.

Imagem: publicação no Instagram da Netflix (Reprodução)

A Netflix manteve o mesmo tom, de humor e proximidade, respondendo aos comentários como se fosse uma pessoa.

Mas perceba que o serviço oferecido pela empresa permite essa descontração, mesmo ao tratar de um tema sério como a pandemia, uma vez que se trata de entretenimento.

É importante que você também encontre o tom certo para as suas interações.

Mas como você pode interagir com o seu público neste momento? Vamos continuar com o e-commerce de moda fitness que citamos lá no início. 

No caso do nosso exemplo, você poderia fazer publicações com dicas de exercícios e instigar os seus seguidores a comentarem contando quais atividades têm realizado em casa durante a quarentena.

Ou ainda propor desafios e pedir para que os usuários que participarem marquem você. Depois é só repostar nas suas redes para estabelecer uma relação ainda mais próxima com os seus clientes.

3) Investir em SEO

seo
Imagem: Rawpixel

O primeiro passo para se destacar em meio a concorrência é ser facilmente encontrado na internet. Quando alguém procurar por algo que você vende, sua marca deve aparecer nos primeiros resultados dessa busca.

Para isso, você deve investir em SEO

O que é SEO?

SEO (Search Engine Optimization) é um conjunto de técnicas para otimização de sites, blogs e páginas na web para os mecanismos de busca, como o Google.

Essa otimização é feita para alcançar um número maior de usuários e entregar a resposta que eles procuram.

Entre as principais técnicas SEO para loja virtual estão a utilização de palavras-chave, criação de meta title e meta description, boa descrição de produtos e construção de links internos e externos relevantes.

Principais técnicas de SEO

Palavras-chave 

As palavras-chave, também chamadas de keywords, são os termos pesquisados pelos usuários no Google. Elas podem ser compostas por uma ou mais palavras.

É através das palavras-chave que o Google vasculha a internet atrás dos melhores resultados para aquela pesquisa.

Por isso, se você quer que o seu site apareça nas buscas, deve fazer uso de palavras-chave.Mas como escolher essas palavras-chave? Existem várias ferramentas para encontrar palavras-chave relevantes, entre elas, as principais gratuitas são Google Keyword Planner,Google Trends e Ubersuggest.

ubersuggest
Imagem: site da Ubersuggest (Reprodução)

As palavras-chave relevantes para o seu negócio deverão estar presentes no seu site e nas suas ações de marketing de conteúdo. Ou seja, deverão guiar a sua produção de conteúdo.

Meta title e Meta description

A meta title é o título do seu site ou artigo do blog, que aparece nos resultados da busca no Google. E a meta description é um resumo do conteúdo que o visitante vai encontrar ao acessar o seu site.A meta description deve ser feita de forma objetiva, mas sem deixar de ser interessante para que o usuário visite a sua página. E tanto na meta title como na meta description deve conter a sua palavra-chave.

meta title e description
Imagem: resultado de pesquisa “e-commerce”, no Google (Reprodução)

O interessante é que o meta title tenha, no máximo, 60 caracteres. Enquanto a meta description pode ter entre 110 e 125 caracteres. Uma forma de tornar ela mais atrativa é usar termos como “saiba mais sobre” e “descubra como”. Isso contribui para instigar o leitor a acessar o seu conteúdo.

Descrição de Produtos

Uma descrição de produtos completa e informativa certamente é fator importante para o posicionamento no Google.

Descreva todas as características relevantes do seu produto (cor, tamanho, especificações técnicas), quais problemas ele resolve, destaque o que o diferencia de outros produtos, diga do que ele é feito e de onde ele vem, dê dicas de como ele pode ser usado.

Uma boa descrição de produto poderá aumentar a confiança na sua marca, aumentar o desejo de compra do visitante, desafogar seus canais de atendimento (já que todas as informações importantes estarão ao alcance do usuário), e ainda melhorar o seu posicionamento nas buscas na internet.

O ideal é que a descrição do seu produto tenha entre 300 e 1000 palavras, e faça uso da palavra-chave.

Link building

O link building é uma das principais estratégias de SEO. Ela consiste, basicamente, em fazer com que outros sites levem para o seu por meio de links.

Dessa forma, o Google vai entender que você é uma autoridade no assunto e melhorar seu ranqueamento nas buscas.

Mas como fazer isso em um site de e-commerce? Dificilmente seus concorrentes vão querer apontar você como referência.

Por isso, uma alternativa, é criar um blog vinculado ao site da sua loja. Nesse blog você pode publicar tutoriais, resenhas e vídeos sobre os seus produtos (sempre usando as palavras-chave adequadas). 

E para começar a gerar engajamento, você pode divulgar o seu blog nas redes sociais do seu negócio.

Quanto mais você aparecer nos resultados das buscas, maior será o crescimento orgânico do seu site. Ou seja, maior será o tráfego sem necessidade de pagar por publicidade.

Como utilizar o SEO durante a crise do coronavírus

Claro que, desde o início da pandemia, a palavra “coronavírus” passou a ser muito digitada nos mecanismos de busca.Confira abaixo o relatório do Google Trends para a keyword no Brasil.

pesquisa coronavírus
Imagem: pesquisa de palavra-chave “coronavírus”, no Google Trends (Reprodução)

A curva mostra o aumento no número de buscas. Principalmente a partir do período de 16 a 22 de fevereiro, quando o primeiro caso de COVID-19 foi registrado no país.

Apesar de esta ser uma palavra-chave bastante concorrida no momento, pode valer a pena utilizar ela em seus conteúdos para buscar posições no Google.

4) Criar campanhas e promoções envolvendo o coronavírus

Lembre que a sua missão é oferecer soluções para os problemas dos seus clientes. Assim sendo, procure entender quais são as principais necessidades das pessoas neste momento de quarentena, e se apresente como a melhor alternativa.

Um bom exemplo é a Magazine Luiza, que criou uma promoção de frete grátis válida para todo o país, independentemente do valor da compra.

A promoção vale para itens voltados para necessidades da pandemia de coronavírus, como produtos de limpeza e higiene. E também para itens de entretenimento e diversão.

magalu campanha coronavírus
Imagem: site da Magalu (Reprodução)

Segundo a empresa, a intenção é ajudar no combate ao vírus e dar acesso aos produtos já que a orientação é para que todos fiquem em casa.

Mas lembre que, para criar campanhas de frete no seu e-commerce, você deve garantir a segurança das suas entregas. E, para isso, precisa de uma gestão de frete eficiente.

5) Utilizar a tecnologia para oferecer fretes competitivos durante a crise do coronavírus

frete
Imagem: Rawpixel

A estratégia de frete deve ser uma das principais preocupações de quem vende online. Afinal, o cliente precisa confiar que você irá entregar o produto sem avarias e dentro do prazo estipulado.

Durante a quarentena por causa do coronavírus, tanto transportadoras privadas quanto os Correios precisaram adaptar sua forma de trabalhar e estender o prazo para as entregas. Algo compreensível, já que o mais importante neste momento é a prevenção, não é verdade?!

Mas diante disso, como garantir a entrega para os seus clientes? A alternativa mais segura para o seu negócio (não só neste momento) pode ser contar com uma plataforma de gestão de fretes.

Por isso, conheça o Melhor Envio! Somos uma plataforma de cotação e geração de fretes para quem vende online. 

Com a gente, você consegue comparar preços e prazos em diferentes transportadoras (inclusive Correios). Tudo sem mensalidade ou limite mínimo de envios, você só paga pelos fretes que gerar. Se não gerar, não paga.

E durante este período de combate ao COVID-19, nossa equipe também está trabalhando para te manter bem informado. No nosso blog, você pode conferir um artigo constantemente atualizado sobre o funcionamento das transportadoras e o impacto do coronavírus no e-commerce. Clique aqui e confira! 

Assim, você pode continuar trabalhando para fortalecer o seu e-commerce e superar a crise.

Então, acompanhe o nosso conteúdo e se cadastre no Melhor Envio!

Posts relacionados

Deixe um comentário