Saiba como gerenciar o seu estoque para a Black Friday

A Black Friday atrai legiões de consumidores ávidos por bons preços. Quem vende pela internet não pode deixar de aproveitar a data para vender mais. E, para isso acontecer, é preciso ficar de olho em algo muito importante: o estoque!

Você se lembra de uma época na qual ninguém falava sobre Black Friday? E nem faz tanto tempo assim! No Brasil, a primeira edição da data aconteceu em 2010. De lá para cá, a Black Friday garantiu o seu lugar no calendário comercial e no coração dos consumidores, que aguardam ansiosamente pelas promoções e descontos do período. 

Segundo o Webshoppers, estudo realizado por Ebit e Nielsen, a Black Friday já é a data comercial de maior faturamento do país (R$ 2,6 bilhões em 2018), superando até mesmo o Natal! Por isso, não é surpresa alguma constatar que quem vende pela internet também quer provar uma fatia desse bolo! 

Isso é natural, mas alguns lojistas acabam focando apenas em estratégias promocionais para alavancar as vendas e esquecem de algo muito importante: o controle de estoque. No e-commerce, poucas coisas mancham tanto a reputação de uma loja quanto realizar a venda de um produto inexistente. 

Quer saber como evitar isso? A gente conta neste texto. Boa leitura!

Como fazer controle de estoque?

Independentemente do tamanho, uma empresa precisa ter controle de estoque. A forma como isso será feito pode variar de negócio para negócio: um pequeno lojista pode ter todas as suas necessidades atendidas pelas tradicionais fichas de estoque (também conhecidas como Kardex), enquanto uma empresa que lida com grande quantidade de produtos provavelmente vai preferir utilizar uma plataforma robusta de ERP (Enterprise Resource Planning) para gerenciar o negócio.

No e-commerce, um controle rigoroso do estoque é essencial para evitar a venda de produtos inexistentes, algo que (como já falamos) pode causar atrito com o consumidor e problemas graves para a reputação da empresa. Confira quatro dicas para controlar o seu estoque e fugir desse tipo de problema:

  1. Crie um código de SKU (Stock Keeping Unit)  para facilitar o gerenciamento do estoque. O SKU também é útil para quem vende em vários marketplaces, pois permite ao lojista um melhor controle sobre a saída de produtos nos diferentes canais de vendas. 
  2. Baseie-se em dados de períodos anteriores para manter seus níveis de estoque adequados à demanda. Está começando a vender pela internet e ainda não tem dados para comparação? Procure orientação de lojistas mais experientes! O grupo E-commerce Brasil, no Facebook, tem mais de 29 mil membros. Com certeza um deles conseguirá ajudá-lo!
  3. Faça inventários periódicos no seu estoque. A conciliação ajuda a evitar disparidades entre produtos disponibilizados para venda x produtos realmente disponíveis para venda. 
  4. Não exagere na quantidade de itens em estoque. A maioria dos produtos desvaloriza com o passar do tempo. Os motivos para isso são vários: lançamento de novas versões, perda de interesse por parte do público, sazonalidade… Todos esses fatores reduzem a procura por determinadas mercadorias, ou seja, um estoque muito grande pode ser sinônimo de itens encalhados.
imagem mostra vuvuzela, objeto que foi sucesso na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, mas ficou encalhado nos estoques após o fim do evento. Importante ficar atento nesse aspecto ao montar seu estoque para a Black Friday.
Lembra da vuvuzela? Febre durante a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, o item perdeu relevância rapidamente após o fim do evento. Segundo estimativa da Fundação Getúlio Vargas, R$ 85 milhões em produtos verde-amarelos ficaram encalhados após a eliminação precoce da seleção brasileira naquela competição. Foto: Marcello Casal Jr. (Agência Brasil / EBC).

Curva ABC: saiba com quais produtos rechear seu estoque para a Black Friday

Já ouviu falar em curva ABC? Esse modelo é baseado no Princípio de Pareto, desenvolvido por um economista italiano homônimo, segundo o qual 80% das consequências são influenciadas por 20% das causas. Mas o que isso tem a ver com estoque? Funciona basicamente da seguinte forma: 

  • 80% dos produtos mais vendidos da sua loja representam, em média, 20% do total de produtos disponibilizados em catálogo. Esses são os produtos da sua curva A.
  • 15% dos produtos mais vendidos representam, em média, 30% do total de produtos disponibilizados em catálogo. Esses são os produtos da sua curva B. 
  • Os 5% restantes representam 50% dos seus produtos disponibilizados em catálogo. Esses são os produtos da sua curva C. 

Descobrir a curva ABC do seu negócio vai simplificar bastante o gerenciamento do estoque para a Black Friday, pois você saberá quais produtos são imprescindíveis para o período promocional. Os itens da curva A não podem faltar no seu estoque de maneira alguma, uma vez que são o carro-chefe do seu e-commerce. Os produtos das curva B e C, por outro lado, não precisam ser uma prioridade imediata. 

Como fazer curva ABC?

Fazer uma curva ABC não é difícil. O primeiro passo é delimitar um período de tempo do qual você irá coletar os seus dados. O recomendável é escolher um intervalo de até 12 meses. Voltando aos dados, eis o que você vai precisar:

  • Lista de todos os seus produtos
  • Valor de cada produto
  • Volume de vendas de cada produto
  • Programa de planilha eletrônica (como o Microsoft Excel ou o Planilhas Google)

Em posse dessas informações, assista ao tutorial abaixo e veja o passo a passo para fazer a sua curva ABC. 

Benefícios da curva ABC

  • Otimização do espaço físico do estoque
  • Economia (evita a compra de itens com potencial de “encalhe”)
  • Ajuda na tomada de decisão (quais produtos descontinuar, quais devem ser mantidos)

Como prever a demanda?

Essa pergunta tira o sono de quem trabalha com vendas. Afinal, como prever a quantidade de produtos que devem ser adquiridos para o estoque? Se exagerar na dose, o lojista fica com itens encalhados. Por outro lado, se não adquirir itens suficientes, há quebra de estoque e o produto fica em falta. 

Para resolver essa dúvida, aposte na matemática. Dois cálculos podem ajudá-lo a prever a demanda do seu negócio: média móvel simples e média móvel ponderada. Esses indicadores servem para mostrar a tendência de demanda e ajudam o empreendedor a tomar a decisão sobre quais produtos adquirir para o estoque.

  • Média Móvel Simples (MMS): somatório dos valores definidos em um período dividido pela quantidade de elementos. Todos os valores somados têm o mesmo peso. 

Exemplo: vendas de jan + vendas de fev + vendas de março / quantidade de meses = média móvel simples

  • Média Móvel Ponderada (MMP): somatório dos valores definidos em um período dividido pela quantidade de elementos. Ao contrário da MMS, na MMP os valores mais recentes vão ter maior peso para a formação da média. 

Exemplo: vendas de jan x peso + vendas de fev x peso + vendas de março x peso / quantidade de meses = média móvel ponderada 

Ambos os cálculos são eficientes para prever demanda. A principal diferença entre eles está na precisão: a média móvel ponderada costuma oferecer resultados um pouco mais precisos que os da média móvel simples. Mas, na prática, as duas funcionam bastante bem. 

Achou complicado? O professor Chiquinho, do canal “A Essência da Matemática”, explica de uma maneira bem simples como você pode realizar o cálculo das médias móveis. Assista ao vídeo se quiser saber mais! 

Você sabe quando é hora de deixar o marketplace e criar o seu próprio e-commerce?

Os produtos mais vendidos na Black Friday

Escolher os produtos certos para começar a vender pela internet talvez seja o primeiro grande desafio dos lojistas virtuais. Por isso, reunimos alguns dados que podem inspirar quem ainda está indeciso sobre quais itens estocar para a Black Friday. Vamos lá? 

Segundo dados da Social Miner, produtos de Moda foram os mais vendidos na Black Friday 2018, com 38,85% de representatividade. Logo na sequência, temos as categorias Bebidas (19,13% das vendas) e Eletrodomésticos e Eletroportáteis (12,14% das vendas). 

Categorias mais vendidas na Black Friday 2018. Fonte: Social Miner.

Isso quer dizer que você precisa vender exatamente esses itens em sua loja virtual? Não! Mas ter acesso a informações desse tipo com certeza vai ajudá-lo a tomar decisões mais estratégicas. 

  • Dica: no estoque para e-commerce, opte por quantidade em vez de variedade. É preferível ter muitas unidades de um produto que você vende bastante a dispersar o seu investimento em produtos pouco procurados. Lembre-se da curva ABC. 

Ei! Que tal saber tudo sobre como enviar encomendas?

Black Friday é oportunidade para “desencalhar” produtos

Lembra do exemplo da vuvuzela? Pois é! Quem trabalha com e-commerce há algum tempo sabe como, às vezes, é inevitável acabar com alguns itens encalhados no estoque. Smartphones desatualizados, cartuchos de impressoras descontinuadas, roupas fora de moda: a lista de produtos ofuscados pela passagem do tempo é longa.

A Black Friday é um excelente momento para liberar espaço no estoque, “desencalhando” itens ultrapassados. Faça promoções atraentes para “queimar” o seu estoque de produtos antigos e utilize a receita obtida para renovar o catálogo da sua loja virtual!

Leia também: como transformar o frete em estratégia para vender mais!

Ofereça fretes competitivos para se destacar da concorrência

Oferecer fretes competitivos é importante durante o ano inteiro, mas na Black Friday isso se torna ainda mais essencial! Quem quer se destacar em meio a tanta concorrência precisa oferecer opções atrativas de entrega. Caso contrário, o cliente provavelmente vai desistir do seu produto e pesquisar em outras lojas. Não é à toa que o valor da entrega é responsável por mais de 80% das desistências de compra.

Um jeito de evitar carrinhos abandonados é utilizar o Melhor Envio, uma plataforma gratuita capaz de facilitar a sua gestão de fretes. Quem usa o Melhor Envio consegue comparar preços entre Correios e transportadoras privadas simultaneamente, mas não é só isso: oferecemos fretes a condições mais competitivas para destacar o seu e-commerce da concorrência. 

E aí, o que você está esperando? Cadastre-se agora e comece a usar o Melhor Envio! É grátis, você só paga pelos fretes que gerar. 

Posts relacionados

Deixe um comentário