Greve dos Correios é suspensa e categoria aprova retorno ao trabalho

Atualizado em 18/9/2019, às 11h42min

Entidades sindicais decidiram em assembleias seguir a sugestão do TST e suspender a greve dos Correios até a votação do dissídio

A greve dos Correios está suspensa até o dia 2 de outubro. Ao acatar a sugestão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), entidades sindicalistas realizaram assembleias para deliberar sobre a interrupção da greve parcial até a data marcada para o julgamento do dissídio. Com isso, os funcionários retornam totalmente às atividades, enquanto os Correios se comprometeram em prorrogar o atual Acordo Coletivo de Trabalho até a nova rodada de negociações.

A greve dos Correios, deflagrada pelos profissionais em 10 de setembro, foi interrompida na noite de 17 de setembro. Antes disso, o impasse foi discutido em audiência de conciliação no TST no dia 12 de setembro quando o ministro, Maurício Godinho Delgado sugeriu, conforme pedido de liminar dos Correios, a suspensão da greve até o julgamento marcado para outubro. 

Em contrapartida, a estatal precisa manter todas as cláusulas do Acordo Coletivo e do plano de saúde até a nova etapa de negociações a ser intermediada no Tribunal Superior do Trabalho.

Durante a paralisação temporária das atividades, os Correios colocaram em prática um Plano de Continuidade de Negócios com ações de contingência para reduzir o impacto de eventuais danos aos usuários do serviço. 

Entre as medidas adotadas, estão o deslocamento de empregados administrativos para colaborar na realização de mutirões aos finais de semana. Além disso, a rede de atendimento dos Correios se manteve aberta e os serviços SEDEX e PAC continuaram disponíveis.

Veja aqui a nota oficial emitida pelos Correios.

Entenda melhor

Acompanhe os desdobramentos e a situação real da Greve dos Correios e veja como isso impacta na logística de quem vende no e-commerce

TST sugere a suspensão da greve dos Correios até o dia 17 de setembro

Apesar do serviço prestado pelos Correios ser considerado essencial, ambas as partes não chegaram a um consenso sobre as negociações do dissídio coletivo. Entretanto, tanto os sindicalistas quanto a estatal acataram as propostas apresentadas pelo ministro do Trabalho, Maurício Godinho Delgado, para a continuidade das tratativas em direção a um acordo. 

Na ocasião, o ministro sugeriu que as entidades sindicalistas se reúnam com os profissionais em assembleias, a partir desta sexta-feira (13/9), e deliberem sobre a suspensão da greve até o dia 17 de setembro

Em contrapartida, Delgado propôs aos Correios a manutenção de todas as cláusulas do acordo coletivo de trabalho e plano de saúde solicitadas pelas entidades sindicalistas até a audiência marcada para o dia 2 de outubro de 2019, quando uma nova rodada de negociações será realizada.

Funcionários deflagram greve parcial


Na noite da terça-feira (10/9), entidades sindicais dos Correios decretaram greve. Os motivos são a proposta de reajuste que os Correios apresentaram em relação ao Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020 e o posicionamento contrário à privatização da estatal. Além disso, a proposta de acordo oferecida pelos Correios foi considerada insuficiente pelos trabalhadores da categoria, que iniciaram uma greve parcial. Mas o que isso afeta a sua logística? 

Bem, primeiro temos que prestar atenção ao tipo de greve: é uma greve parcial. Ou seja, é apenas uma parte do efetivo dos Correios que irá fazer parte da paralisação. Conforme a empresa afirmou na quarta-feira (11/9) 82% do efetivo estava trabalhando regularmente e os serviços SEDEX E PAC continuam disponíveis.

E você que usa o Melhor Envio tem ainda menos com o que se preocupar. Nós estamos em contato com a estatal e fomos informados de que já foi acionado o nosso Plano de Continuidade de Negócios, uma série de ações de contingência para manter a normalidade das postagens e entregas de correspondências, encomendas e demais serviços postais.

Canal de informações confiáveis

Estamos em contato constante com os Correios para manter-nos informado sobre a situação, trabalhando para que os fretes de usuários do Melhor Envio sejam impactados o mínimo possível pela paralisação.

Outro cuidado que temos é com a disseminação de informações reais e confiáveis, provenientes de fontes seguras. Por isso, estabelecemos este canal para repassar notícias sobre a Greve dos Correios e seus desdobramentos. O objetivo é que nossos usuários tenham acesso a notícias sem sensacionalismo. Afinal, estamos preocupados com o seu negócio.

Então, fique atento, pois iremos atualizar esta postagem com os boletins informativos e as últimas notícias dos Correios sobre a greve. 

Acompanhe aqui os dados sobre a evolução da greve

Acesse neste link o Boletim Informativo de 11/9/2019

Acesse neste link o boletim informativo de 11/09/2019 – 1

Acesse neste link o boletim informativo de 13/09/2019

Acesse aqui a nota oficial emitida pelos Correios sobre a suspensão da greve parcial

Deixe um comentário