Confira três tendências para a Black Friday 2019

Acompanhar as estratégias em alta é fundamental para ter sucesso. Que tal usar esses insights na Black Friday do seu e-commerce?

O tão aguardado mês de novembro chegou. Compradores e, principalmente, vendedores, começaram a fazer os preparativos para a Black Friday. Tudo com o olhar voltado à proporção colossal que a data tomou. 

Antigamente, o evento deu os primeiros passos com certa timidez – atraindo, com razão, olhares suspeitos dos mais desconfiados – mas, finalmente conquistou a população brasileira que aderiu de vez à proposta da Black Friday.

Quer saber mais sobre o assunto e ver como o seu e-commerce pode faturar muito com a febre de liquidações? Continue esta leitura!

Por dentro da Black Friday

Desde que chegou ao Brasil, a Black Friday virou caso de estudo de comportamento e planejamento de marketing. Todo mundo quer embarcar na alta demanda de vendas online que acontece no final de semana indicado. E o sucesso, após alguns ajustes, claro, foi merecido. O que se tratava apenas de um ou dois dias de super promoções e preços baixos, se tornou um mês inteiro repleto de ofertas. 

Porém, a concorrência cresce proporcionalmente ao sucesso do evento, exigindo daqueles que desejam ter algum lucro, um preparo e estratégias de vendas ainda melhores do que as dos concorrentes. Afinal, na Black Friday o “senso comum” é reduzir o preço dos produtos.

Para ajudar você a traçar o seu planejamento de forma mais assertiva, reunimos algumas dicas. Acompanhe!

3 tendências para a Black Friday 2019

O formato da Black Friday em si, continua o mesmo. O que vem mudando é o perfil do consumidor, que passa a distribuir boa parte de sua atenção durante a experiência de compra. Além disso, ele considera ainda mais a forma de atendimento e não somente o valor final do pedido. 

Essa mudança de comportamento afeta os comerciantes de e-commerce que precisam se adaptar e elaborar novas estratégias para conquistar o público. 

1 – Omnichannel

Nesse mesmo campo de serviço personalizado, entram os canais de atendimento. Os consumidores exploram cada vez mais a prática de analisar o mesmo produto em diferentes meios e dois em cada três brasileiros possuem o hábito de pesquisar online e comprar no físico, o que mostra a força do Omnichannel e o porquê de investir nessa estratégia. 

Um estudo do Google com a Provokers, indicou que 74% dos compradores vão à loja com uma ideia do que vão adquirir, após pesquisas em plataformas digitais.

2 – Atendimento personalizado

Como citado anteriormente, o perfil do consumidor está mudando e alguns ajustes, que teoricamente são básicos e já deveriam estar inseridos no dia a dia das empresas, se fazem cruciais para que o cliente escolha a sua loja e não uma concorrente. 

O serviço prestado é cada vez mais importante para o consumidor, que valoriza bastante a experiência vivida. Portanto, é preciso alinhar um bom preço de produto com um atendimento personalizado, entrega no prazo e reunir qualidade com velocidade. 

Às vezes, são alguns detalhes que cativam e fazem o cliente ser fiel aos produtos de um e-commerce..

3 – Utilização de Apps 

Uma das maneiras de conseguir otimizar um atendimento personalizado e eficiente é através de aplicativos. Neste sentido, vale ressaltar a importância da qualidade desse aplicativo ser alta e de fácil usabilidade.

Além disso, é importante considerar o fato de ser preciso convencer o cliente a baixar o app e de que aquilo realmente é um diferencial. Então, uma boa tática nessa hora é proporcionar descontos especiais para quem utiliza a versão mobile do seu negócio.

Qualifique seu conhecimento

O crescimento do e-commerce no país nos últimos anos é surpreendente e de largas escalas. Este é um universo com diversas vertentes, técnicas e ferramentas a serem exploradas. 

Nos Cursos de E-commerce da ComSchool, você aprende tudo sobre operações e estratégias de lojas virtuais, do nível básico ao avançado, de acordo com o seu perfil profissional, confira!

Posts relacionados

Deixe um comentário