O que você deve evitar para ter sucesso no marketplace?

Confira quais são os erros mais comuns na atuação em marketplace e saiba como impedir que essas limitações prejudiquem a performance do seu negócio

Para quem desconhece o que é um marketplace, esta é uma plataforma que permite a diversos lojistas venderem produtos através de um grande varejista. Para entender melhor, pense em um marketplace como um shopping capaz de reunir vários empreendedores e facilitar que o público os encontre em um só lugar.

Portanto, assim como um centro comercial possui uma visibilidade maior do que uma loja pequena, os marketplaces ganham cada vez mais adeptos (entre lojistas e clientes) que podem usufruir do tráfego de visitantes desse grande canal de vendas.

Este é o motivo que torna esse modelo de negócio um ramo consolidado no e-commerce brasileiro. E não é para menos, ele caracteriza a principal porta de entrada para quem deseja se tornar um vendedor virtual! 

Além disso, essas plataformas respondem com um percentual considerável nos R$ 133 bilhões movimentados em 2018, conforme os dados da pesquisa Webshoppers, da Ebit/Nielsen.

Marketplace representa um segmento consolidado e que contribui para o crescimento do comércio digital

Marketplace representa um segmento consolidado e que contribui para o crescimento do comércio digital

Se você é uma das pessoas interessadas em empreender pela internet vendendo nos maiores marketplaces do mercado, é interessante estar por dentro do que evitar para crescer ainda mais na área!

Então, fique atento, pois é exatamente sobre isso que iremos falar aqui. Acompanhe as dicas que reunimos e boa leitura!

Os insights por trás do sucesso no marketplace

Conforme a pesquisa realizada pela Olist, Vender em marketplaces: diagnóstico e tendências no Brasil 2018, 35% dos lojistas deste nicho apontaram a falta de conhecimento aprofundado como um impeditivo para começar as atividades em um marketplace.

Ou seja, aqueles que resolverem apenas tentar a sorte, sem um embasamento para nortear as decisões, e um bom planejamento estratégico, podem ver o negócio desandar, sim!

Por outro lado, ser cético demais diante dos resultados financeiros também se destaca como uma forma de sabotar a evolução do seu e-commerce. Prova disso, está na incerteza dos rendimentos ser indicada por 25% dos empreendedores como uma razão para não se investir neste tipo de canal de vendas.

Sugerimos que você compreenda como esses insights formam um conjunto de erros a serem evitados por quem deseja ter sucesso no marketplace. 

Neste sentido, confira abaixo os principais posicionamentos que podem limitar a sua performance nos canais de venda.

Situações que prejudicam a atuação no marketplace

Insights acima fornecem uma lista do que os empreendedores devem reverter para ter uma performance positiva no marketplace

Insights acima fornecem uma lista do que os empreendedores devem reverter para ter uma performance positiva no marketplace

O que você deve evitar também

  • Falta de planejamento na escolha dos produtos
  • Ter uma reputação ruim como vendedor ou nos anúncios
  • Tratar todos os marketplaces como se fossem idênticos
  • Não formalizar a sua atividade

Atuação formal X informal

Ainda de acordo com o levantamento da Olist, 95,6% dos vendedores virtuais atuantes no marketplace são formalizados. Já adiantamos não ser à toa que o índice é tão alto e você entenderá os porquês a seguir.

Segundo o mesmo estudo, somente em 2018, houve uma considerável queda na quantidade de lojistas online informais em relação ao ano anterior. Antes, o contingente de empreendedores não-formalizados totalizava 15,7%, enquanto que em 2018 esse número representava menos de 4%, Veja melhor:  

Percentual de formalidade dos lojistas em marketplaces

Levantamento da Olist demonstra que 95,6% dos empreendedores digitais presentes no marketplace são formalizados

Levantamento da Olist demonstra que 95,6% dos empreendedores digitais presentes no marketplace são formalizados

Por que você deve ficar longe da informalidade

Apesar de parecer o contrário e afugentar muitos empreendedores, há mais benefícios do que desvantagens em legalizar um negócio. É claro que a possibilidade de pagar imposto sobre as atividades assusta muita gente. Mas, saiba que este não é o bicho de sete cabeças que aparenta.

Os lojistas virtuais têm muito a ganhar ao formalizar um e-commerce! Portanto, se você ainda não cogitou sair da informalidade, com receio de prejudicar o seu crescimento, pare e reflita.

A primeira informação que você precisa conhecer é que existem modalidades diferentes, criadas para se ajustar às realidades de pequenos, médios ou grandes lojistas

Ou seja, se um vendedor começou há pouco e está em seus primeiros passos no comércio eletrônico, ele receberá um tratamento distinto do varejista de maior porte, que já se estabeleceu no mercado e gera lucros mais altos. 

Seja como MEI ou através da adesão ao Simples, empreendedores podem alcançar vantagens interessantes na gestão do e-commerce

Seja como MEI ou através da adesão ao Simples, empreendedores podem alcançar vantagens interessantes na gestão do e-commerce

Quem fatura, por exemplo, até R$ 81 mil por ano, ou R$ 6.750 mensalmente (até a data dessa postagem), pode se encaixar como Microempreendedor Individual, mais conhecido como MEI.

Leia mais detalhes neste artigo: Quais as vantagens de ser MEI para quem atua no e-commerce

Vale reforçar que a legalização é importante porque permite aos vendedores criarem um CNPJ próprio. Esse registro é fundamental para garantir o acesso a uma série de subsídios para ajudar o negócio a evoluir ainda mais! 

Alguns ganhos que você pode ter ao se formalizar

  • Autorização para emitir notas fiscais de produtos ou serviços, o que irá demonstrar para os clientes que você é um vendedor de credibilidade
  • Oportunidade para abrir uma conta empresarial (via CNPJ) e, com isso, acessar empréstimos com maior facilidade e a juros menores do que como pessoa física (via CPF)
  • Capacidade para comprovar a contabilidade e evitar problemas decorrentes de sonegação fiscal
  • Acesso aos direitos garantidos pela Previdência Social como aposentadoria, auxílio-doença, licença-maternidade, entre outros

Marketplace: credibilidade acima de qualquer suspeita

Outro fator que você deve considerar é a sua reputação nos marketplaces em que atua. Isso porque o seu desempenho ao gerenciar os pedidos, atender o público e entregar as encomendas está sob avaliação constante.

Cada canal possui um um sistema automatizado, no qual os compradores são convidados a analisar aquela venda e fornecer uma nota pelo serviço do lojista

Essa pontuação serve para outros clientes verificarem a reputação de um empreendedor no marketplace. Então, é fundamental ficar de olho no feedback deixado pela clientela!

Assim, por ser um critério importante para se manter competitivo entre os concorrentes, evitar ter uma reputação ruim caracteriza mais um alerta nas listagens que trazemos neste post. 

Fique atento e evite penalizações

O descuido de quem não se prevenir e deixar o caminho livre para o registro de reclamações, pode gerar sérios prejuízos. As penalizações vão desde restrições nas vendas até mesmo o banimento do lojista no marketplace!

O negligenciamento da reputação é praticamente um suicídio para quem comercializa nesses canais de venda. Então, todo o cuidado sempre será pouco!

Como manter uma reputação positiva

  • Conheça as regras vigentes de cada marketplace que você opera e respeite rigorosamente as condições exigidas
  • Acompanhe com frequência as atualizações da sua reputação
  • Seja honesto e assertivo ao priorizar a correção das informações nos anúncios, evite deixar o cliente em dúvida e previna-se de transtornos maiores
  • Jamais deixe o público no vácuo, ou seja, sempre responda os questionamentos dos consumidores
  • Invista em um frete de qualidade e nunca minta sobre o prazo de entrega
  • Atualize o status dos pedidos, nada pode ser mais frustrante do que um cliente não fazer ideia se a encomenda está a caminho ou não
  • Tenha atenção ao gerenciamento do estoque e não permita que um produto indisponível seja vendido

Você no caminho certo

Se você chegou até aqui, esperamos tê-lo ajudado a entender melhor o que é necessário para ingressar com o pé direito ou, se for o seu caso, permanecer com segurança e chances de crescimento no marketplace. 

Como ficou claro, a busca por conhecimento qualificado deve ser constante no seu trabalho! Dessa forma, volte por aqui sempre que precisar ou aproveite a praticidade da nossa newsletter.

Inscreva-se abaixo e garanta o recebimento de conteúdos relevantes como este diretamente no seu e-mail! Até a próxima!


Posts relacionados

Deixe um comentário