Entenda a importância dos meios de pagamento no e-commerce

Entenda a importância dos meios de pagamento no e-commerce

Oferecer várias formas de meios pagamento no e-commerce é essencial para qualquer loja virtual. Saiba como agradar os clientes e venda mais!



Que garantir a satisfação do cliente é fundamental para todo tipo de negócio você sabe, mas quando o assunto é comércio eletrônico, isso se torna ainda mais importante. Afinal, trata-se de um mercado em expansão, em que a concorrência aumenta a cada dia. E para assegurar o sucesso, alguns fatores são essenciais, como oferecer várias formas de pagamento no e-commerce, assunto deste artigo.

O motivo é óbvio: de nada adianta você ter um site responsivo, produtos de ótima qualidade, preço competitivo e boas condições de entrega se, na hora de fechar a compra, o cliente não encontrar a forma de pagamento que costuma utilizar ou que é de sua preferência. Quando isso acontece, você perde a venda e pode ter até a imagem da sua loja online prejudicada.

Dessa maneira, oferecer várias formas de pagamento no e-commerce é indispensável para aumentar a conversão, satisfazer os consumidores e contribuir para que eles voltem a comprar com você e ainda indiquem o seu negócio para outras pessoas.

Mas você sabe quais são as principais formas de pagamento no e-commerce? Continue a leitura e confira!

 

Cartões de crédito e débito: rapidez e praticidade

 

Os cartões de crédito e débito são os campeões nas vendas no e-commerce. De acordo com o estudo E-commerce Radar 2018, 70,4% dos pedidos aprovados no comércio eletrônico brasileiro são feitos a partir dessa forma de pagamento, que ainda tem a maior taxa de aprovação, que chega a 87,1%. Não é difícil entender o motivo: os cartões oferecem diversos benefícios ao comprador.

A rapidez e a praticidade para fazer compras online são exemplos disso. Com apenas alguns cliques e em poucos segundos, o consumidor faz o pedido, sem necessidade de ir ao banco ou fazer outro tipo de procedimento.

E ainda há a possibilidade de parcelar as compras: conforme a pesquisa, 30% delas são parceladas em duas e três vezes e 13% em mais de seis parcelas.

Tudo isso é motivo suficiente para que os clientes queiram comprar com o cartão, não é verdade? E se é assim, você precisa oferecer essa forma de pagamento para as vendas no e-commerce. Nesse sentido, disponibilize, pelo menos, as bandeiras mais comuns no mercado, como MasterCard, Hiper, Visa, Hipercard, Elo e American Express.

 

Boleto bancário: popularidade e segurança

 

O boleto bancário também está entre as principais formas de pagamento no e-commerce. Segundo a mesma pesquisa citada acima, 22,9% dos pedidos aprovados nas lojas virtuais utilizam esse método, que tem taxa de aprovação de 48,7%. Embora não tenha a mesma praticidade dos cartões, os boletos são a preferência de muitas pessoas.

Primeiro, porque nem todo mundo tem conta bancária, o que não é uma exigência para a emissão de boletos, ao contrário de outras formas de pagamento. Depois, porque é considerada uma forma segura de comprar online, já que muitas pessoas ainda têm receio de cadastrar seus dados bancários em uma loja virtual. Por fim, a popularidade desse método também joga a seu favor.

Dessa maneira, disponibilizar o boleto bancário é uma boa opção para aumentar as vendas no e-commerce. Como o registro desses documentos se tornou obrigatório em 2018, o recomendado é pesquisar um meio de pagamento online que cobre apenas a emissão de boletos pagos, já que muitos usuários acabam não quitando o título, o que é sempre um risco para o caixa da empresa.

 

Débito online, transferência, depósito bancário e serviço de pagamentos móveis

 

O boleto bancário e o cartão de crédito são as principais formas de pagamento no e-commerce, mas, além deles, a sua loja virtual ainda pode disponibilizar outros métodos para satisfazer os clientes que têm outras preferências. O débito online, por exemplo, é uma opção prática, já que a compra é feita em poucos segundos, com facilidade e segurança.

A transferência e o depósito bancário também são alternativas possíveis, mas dão um pouco mais de trabalho em relação ao atendimento e à conciliação bancária.

Você também pode oferecer o serviço de pagamentos móveis, como o Apple Pay, que tem conquistado cada vez mais usuários pela praticidade e segurança tanto nas compras físicas quanto nas virtuais.

Agora que você já conhece as principais formas de pagamento no e-commerce, pode estar pensando em como oferecer isso tudo, não é? É sobre esse assunto que vamos falar agora!

 

Como oferecer várias formas de pagamento no e-commerce

 

Receber pagamentos online com tantas formas diferentes pode parecer um pouco difícil. Afinal, é necessário fazer contratos com cada instituição financeira e acompanhar os recebimentos de modo separado, certo? Para o alívio de todos os empreendedores digitais, não! Basta contar com um bom meio de pagamento online para administrar tudo isso com segurança e facilidade.

O meio de pagamento é a ferramenta responsável por todas as transações que ocorrem em uma loja virtual, desde o momento em que o cliente coloca seus dados bancários e confirma a compra até a hora em que o pedido é aprovado.

Tudo isso é feito em poucos segundos e os compradores sequer percebem todo o processo complexo que há por trás de uma operação como essa.

 

Veja como funciona

 

Quando o cliente finaliza a compra, a adquirente (Stone, Cielo, GetNet) envia os dados da transação para a bandeira (MasterCard, Visa, Hiper) que, por sua vez, entra em contato com o banco para verificar se há saldo ou limite. Se há, todo o processo se repete de modo inverso: o banco informa à bandeira, que comunica à adquirente, responsável pela aprovação da compra.

Na prática, como dissemos, tudo ocorre em segundos. E o responsável pela comunicação entre a loja virtual e todos esses agentes é justamente o meio de pagamento online, que pode ser um gateway ou um intermediador de pagamentos. Os dois têm a mesma função, porém, possuem diferenças em suas funcionalidades.

O gateway é como a maquininha de cartão das lojas físicas. Ele processa os pedidos, conectando o e-commerce às adquirentes, às bandeiras e aos bancos e sua maior vantagem é o custo, que costuma ser inferior ao cobrado pelos intermediadores. 

A desvantagem é que ele não conta com serviço antifraude e você ainda precisa firmar contrato com todos os envolvidos: adquirentes, fornecedor do gateway e empresa de gestão de risco, o que é importante para se proteger de fraudes e ataques. 

O intermediador de pagamentos, também conhecido como subadquirente, faz esse mesmo trabalho, só que com alguns serviços a mais. Além de processar os pedidos, ele também faz a análise de risco contra fraudes e oferece o serviço de conciliação financeira, que é um diferencial importante para o controle dos recebimentos na loja virtual.

 

Maior facilidade para os lojistas

 

Outro benefício do intermediador é que, com esse meio de pagamento online, você não precisa fazer contratos com todos os agentes envolvidos. Em um único contrato e com apenas uma integração, você tem todos esses serviços disponíveis.

É claro que, por ter mais funcionalidades, o intermediador acaba tendo um valor mais elevado do que o gateway, mas que pode ser compensado se pensarmos que a loja fica muito melhor protegida de fraudes e ataques.

 

Escolha um bom meio de pagamento e aumente as vendas no e-commerce

 

Como vimos, oferecer várias formas de pagamento no e-commerce é indispensável para satisfazer as necessidades dos clientes. E para isso, nada melhor do que contar com um meio de pagamento que ofereça todas essas formas de pagar e ainda garanta a sua segurança e praticidade.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender melhor este assunto e que você encontre a melhor opção para oferecer uma ótima experiência aos seus consumidores. 

Confira também

Por 22 de julho de 2019 às 2:00

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por 22 de julho de 2019 às 2:00