Dia do Consumidor 2020: prepare-se cedo para não perder vendas

Confira neste post o que você precisa saber antes de planejar as estratégias que vão fazer você lucrar mais no próximo Dia do Consumidor

Se você está lendo este texto antes de acabar o ano de 2019, pode até parecer cedo demais para pensar em um evento marcado para 15 de março de 2020. 

Por outro lado, quando o assunto é preparar um e-commerce para vender mais, quanto antes começarem os preparativos, melhor. É por isso que hoje vamos chamar a sua atenção para a próxima edição do Dia do Consumidor!

Conforme a Social Miner, o ticket médio em 2019 ficou na faixa dos R$ 475,56, o que indica o potencial do Dia do Consumidor para alavancar o seu e-commerce. Segundo o relatório, a conversão no período aumentou 76,5%, em comparação à média diária das vendas em situações normais. 

Você não pode deixar passar essa chance de turbinar os seus lucros, não é mesmo? 

Como a data é uma das primeiras do ano que podem ser transformadas em eventos comerciais, as dicas que trazemos aqui servem tanto para você planejar as vendas nesta época, quanto para as oportunidades seguintes do calendário varejista.

E então? Pronto para aceitar o nosso desafio e arregaçar as mangas?

Comece a planejar as vendas do Dia do Consumidor

Uma tendência que se intensifica a cada data comemorativa é a de investir em uma semana de ofertas e não liquidações de um dia único. Este é o cenário que tem agregado cada vez mais resultados. Prova disso, é que em 2019 a movimentação em torno do Dia do Consumidor começou a subir no dia 12 de março, ou seja, três dias antes do “dia D”. 

Claro que o maior pico foi registrado no dia 15, mas, a antecipação da procura demonstra que grande parte dos vendedores apostaram em abordagens com uma duração maior do que apenas 24 horas de promoções.

Portanto, para começar, separamos algumas áreas que requerem atenção especial para que seja possível “organizar a casa” antes de colocar as estratégias de vendas na rua. Confira!

Monte um checklist de revisões básico

> Navegação mobile

Se você possui uma loja virtual própria e o seu site ainda não é adaptado à navegação em dispositivos móveis, está na hora de rever essa situação. O mesmo vale para quem hospeda o negócio em uma plataforma de e-commerce.

Reforçamos isso, principalmente, devido ao fortalecimento do m-commerce, como também é chamado o e-commerce voltado às compras via smartphones.

Essa máxima se tornou ainda mais evidente depois que a pesquisa Webshoppers 40, da Ebit/Nielsen, comprovou que o faturamento no mobile subiu de 28%, no primeiro semestre de 2018, para 36%, no mesmo período de 2019.

Assim, vale conferir se a sua loja virtual é responsiva às telas de celulares antes mesmo de colocar em prática os próximos itens o checklist. Afinal, será preciso mais tempo para conseguir colocar essa ação em prática. 

Para quem atua com uma plataforma de e-commerce, o contato para viabilizar a versão mobile deve ser feito direto com a prestadora do serviço. Já quem desenvolveu a loja virtual com tecnologia própria, o caminho é procurar o profissional ou a empresa responsável pela criação do site.

> Experiência de compra

A experiência vivida pelo cliente durante uma compra tem mais valor do que você imagina! Cada vez mais os brasileiros prezam pela eficiência, praticidade e bom atendimento

Ou seja, para reter um cliente hoje em dia os lojistas precisam oferecer um conjunto de vantagens que entreguem um custo-benefício que valha para o consumidor ser fiel à marca

Claro que o preço continua sendo importante para a conversão. Entretanto, é preciso trabalhar também com um frete atrativo e até respostas rápidas para dúvidas que o cliente tenha durante o processo. 

Segundo a NeoAssist, 83% do público espera que os atendentes tenham um contato humanizado, com um histórico das conversas anteriores que configurem uma assistência personalizada.

Condições como essas pressionam os vendedores a reforçarem as performances em cada um desses setores, sob o risco de perderem clientes para a concorrência se não o fizerem. 

Neste sentido – se de um lado nada pode ser mais frustrante do que uma compra com uma experiência negativa – de outro, experiências positivas são as que convertem e fidelizam. Pense nisso!

> Meios de pagamento

Uma boa revisão das formas que você oferece para os consumidores comprarem de você sempre é outro fator interessante. Dessa forma, mantenha-se atualizado quanto às principais tendências no comportamento digital dos consumidores. 

Atualmente, o cartão de crédito é o recurso utilizado por 67% dos usuários, de acordo com a Ebit/Nielsen. Ainda assim, há quem prefira utilizar, por exemplo, o boleto bancário.

Logo, o seu negócio deve oferecer condições para que o cliente possa escolher a forma de pagamento mais conveniente. E não precisa ser nenhum expert no assunto para fazer isso, sabia?

O mercado disponibiliza serviços para ajudar os vendedores a ampliarem os métodos de cobrança sem a necessidade de negociar diretamente com operadoras de cartão

É o caso dos intermediadores e gateways de pagamento. Com o suporte desses serviços é possível garantir também maior qualidade e segurança nos meios de pagamentos disponibilizados em seu e-commerce. Vale pesquisar mais sobre o assunto!

A representatividade das vendas em 2019

Agora que ajudamos você a ver como preparar o terreno, vamos nos concentrar no cenário do Dia do Consumidor propriamente dito. Para isso, um bom ponto de partida é verificar como o mercado reagiu à edição anterior do evento.

Diferentemente do apelo de outros momentos sazonais, quando os produtos eletrônicos costumam estar no topo da lista de desejos, outro nicho chamou a atenção no último Dia do Consumidor: o de Beleza e Saúde. 

Observe como foi o desempenho de cada área e compreenda como há potencialidades a serem aproveitadas também em outros segmentos.

Peculiaridade do Dia do Consumidor em 2019 foi a intensificação das vendas de artigos de Beleza e Saúde
Peculiaridade do Dia do Consumidor em 2019 foi a intensificação das vendas de artigos de Beleza e Saúde

Outro indicativo interessante para você levar em consideração no planejamento do seu e-commerce para datas sazonais é a distribuição do ticket médio por categoria. 

Esta é uma forma de entender o comportamento do público e que pode auxiliar os lojistas a planejarem promoções e até mesmo campanhas de frete grátis. Tudo alinhado conforme o potencial de venda em cada área. Veja:

Considerar a média de gastos na edição anterior do Dia do Consumidor contribui para o planejamento das próximas ações
Considerar a média de gastos na edição anterior do Dia do Consumidor contribui para o planejamento das próximas ações

Oportunidades de vendas no Nordeste e no Sul

Todos sabem que comércio eletrônico é bastante forte na região Sudeste, que retém a maior fatia de lucros do e-commerce até o momento. Entretanto, vendedores de outras regiões também têm conquistado resultados promissores

De acordo com a Social Miner, a maior variação positiva no faturamento do Dia do Consumidor em 2019 veio do Nordeste que avançou 35% nas vendas, juntamente com o Sul, que cresceu 28%. Já a região Sudeste registrou um incremento de 19% nas vendas.

Ou seja, apesar do domínio das vendas online continuar sob os carrinhos de empreendedores do Sudeste – responsáveis por 61,8% da movimentação – os outros estados estão se saindo bem ao entrar nessa briga, como é possível visualizar a seguir:

Apesar do domínio do Sudeste, demais regiões demonstram alto potencial de crescimento no Dia do Consumidor
Apesar do domínio do Sudeste, demais regiões demonstram alto potencial de crescimento no Dia do Consumidor

Prepare ações de resgate de carrinhos abandonados

Uma ideia interessante também é e preparar para evitar a perda de vendas por pedidos que não se concretizam. A sugestão é se organizar para monitorar os pedidos que não foram concluídos durante um período. 

Na sequência, crie um cupom de desconto destinado exclusivamente para as pessoas que abandonaram o carrinho recentemente. Nessa hora, use o e-mail marketing como o recurso para encaminhar essa oferta para um público específico. 

O benefício pode ser o frete grátis, por exemplo. Mas, tenha atenção em verificar a sua disponibilidade orçamentária para isso. Não saia no prejuízo apenas para incentivar o cliente a fechar a compra!

Se a taxa de abandono de carrinho gira em torno de 79%, vale criar ações para reduzir este índice e concluir vendas
Se a taxa de abandono de carrinho gira em torno de 79%, vale criar ações para reduzir este índice e concluir vendas

Obviamente, não há como oferecer a entrega gratuita para todas as pessoas que abandonaram o carrinho. Então, a dica é avaliar quais os produtos continuam sendo lucrativos mesmo com a concessão do privilégio.

Na hora de escolher como convencer a pessoa a concluir o pedido, foque nos artigos cujo valor cubra, com folga, o seu investimento na isenção do envio. Quer entender melhor como funciona o planejamento do frete para o e-commerce? Leia também:

Como e quando oferecer frete grátis

Antecipe-se ao aumento da demanda

Esperamos que este conteúdo tenha colaborado para você perceber a importância de antecipar o planejamento das suas próximas vendas. 

Porém, antes de concluirmos este artigo, vamos reforçar um detalhe importante: otimize o envio das encomendas no Dia do Consumidor e no restante do ano!

Faça isso através de uma calculadora gratuita de fretes. Com este recurso, você pode cotar e gerar entregas com Correios e transportadoras privadas instantaneamente.

Esta praticidade você encontra no Melhor Envio, uma plataforma de gestão completa de fretes que ajuda vendedores online a descomplicar o transporte de pedidos do e-commerce em todo o país!

Posts relacionados

Deixe um comentário