Avenida República do Líbano, 849

Correios deixam de transportar encomendas com baterias e pilhas

Suspensão da postagem de eletrônicos que contenham lítio afetará algumas modalidades oferecidas pelos Correios                                                         

 

Os Correios deixarão de aceitar postagens de produtos eletrônicos que contenham baterias e pilhas de lítio ou íons de lítio em sua composição. Artigos como esses são encontrados em equipamentos como notebooks, tablets, relógios, calculadoras e smartphones. A suspensão, que entraria em vigor no dia 31 de janeiro de 2019, atinge vários trechos estaduais e nacionais nas modalidades expressa e premium da família Sedex.

 

Correios adiam a suspensão do transporte de pilhas e baterias de lítio

 

Conforme a estatal, a restrição atende às exigências do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que normatiza o transporte de artigos perigosos em aeronaves civis.

 

A mudança afeta diversas modalidades cuja a origem e o destino da encomenda sejam em cidades diferentes. Dessa forma, incide tanto nos envios feitos dentro dos estados como nos realizados para todo o âmbito nacional.

 

A estatal alerta ainda que estão suspensas as postagens de baterias automotivas e estacionárias (usadas em nobreak e centrais de alarme). Segundo a empresa, estes objetos também configuram transporte de risco por conter substâncias corrosivas, com risco de explosão e facilmente inflamáveis.

 

Veja os segmentos dos Correios enquadrados na suspensão

 

Serviços dos Correios com postagem de pilhas e baterias suspensas

 

 

Postagens via PAC permanecem liberadas

 

Ainda será possível transportar eletrônicos utilizando o PAC dos Correios. Como a modalidade não foi incluída na restrição, desponta como a alternativa viável aos usuários, já que todos os trechos via PAC continuam liberados.

 

Mas vale lembrar que o serviço está disponível apenas se o objeto estiver acoplado ao aparelho. Portanto, não será permitido o envio de baterias ou pilhas individualmente.

 

Envios locais de Sedex serão mantidos

 

A segunda exceção à regra, fica por conta das postagens locais, nas quais ainda será possível utilizar o Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje e Sedex Local. Ou seja, quando a origem e o destino da encomenda são na mesma cidade ou em sua região metropolitana. Entretanto, neste caso, também só serão autorizadas as remessas nas quais as baterias estejam fixadas ao equipamento.

 

Confira os trechos e modalidades que continuam permitidos

 

Serviços dos Correios com postagem de pilhas e baterias mantidos

 

Como vai funcionar?

 

Em nota, os Correios informaram que foram definidos procedimentos de segurança a serem adotados pela rede de atendimento. De acordo com a estatal, os clientes que possuem contratos com a empresa estão sendo orientados e compartilham da responsabilidade de cumprir a legislação vigente.

 

Confira aqui a listagem completa das restrições dos Correios

 

Transportadoras privadas estão entre as alternativas

 

Além do PAC dos Correios, os usuários poderão recorrer a diversas transportadoras privadas para enviar eletrônicos. O mercado disponibiliza uma série de empresas de logística que atuam nos modais aéreo e rodoviário. Este segundo, inclusive, abre um nicho maior de alternativas para não ser impactado pelas restrições.

 

Outra dica é consultar a transportadora de seu interesse antes de comprar um frete pela internet, por exemplo. Assim, caso haja alguma alteração no serviço, é possível antecipar a necessidade de novas escolhas.

 

Posts relacionados

Comentários (2)

Boa noite…
A informação está mal formulada, diz ser proibido; Os Correios deixarão de aceitar postagens de produtos eletrônicos que contenham baterias e pilhas de lítio ou íons de lítio em sua composição e infra-citado: Postagens via PAC permanecem liberadas

Ainda será possível transportar eletrônicos utilizando o PAC dos Correios. Como a modalidade não foi incluída na proibição, desponta como a alternativa viável aos usuários, já que todos os trechos via PAC continuam liberados.

Mas vale lembrar que o serviço está disponível apenas se o objeto estiver acoplado ao aparelho. Portanto, não será permitido o envio de baterias ou pilhas individualmente.

Bom dia, Mauro!
Agradecemos a sua contribuição. Já efetuamos as modificações necessárias para garantir a clareza do conteúdo.

Deixe um comentário