Como calcular a margem de lucro no e-commerce

Entender como funciona e como aplicar a margem de lucro no e-commerce é um desafio para você? Então este artigo vai te ajudar a entender melhor o assunto e ver que não se trata de um bicho de sete cabeças!

 

Ser um empreendedor não é uma tarefa fácil. Requer entender o que o público deseja, saber escolher os produtos que terão mais saída, atender bem os clientes e ainda fazer a contabilidade do negócio. 

Isso sem falar nas horas gastas com estratégias para vender mais, como divulgar suas promoções, repor estoque, encontrar o melhor custo-benefício para o frete… 

E muitas vezes isso tudo é feito por uma pessoa só. É uma maratona e tanto! Você se encaixa nesse perfil? 

Então é exatamente pelo seu e-commerce envolver tanta energia que o seu esforço não pode ser em vão. Isso torna essencial saber onde você está pisando e avaliar se a sua loja virtual está tendo sucesso ou pode ter chances de sair no vermelho. 

Nessa hora, saber calcular a margem de lucro é um elemento decisivo para você se manter no mercado!

Ampliar o seu conhecimento nessa área te ajudará a ter maior assertividade em suas tomadas de decisão, pois ficará mais claro o quanto cada fatia de lucro e de despesas ocupa no seu faturamento. 

Quer ter certeza de que você está no caminho certo e que o seu negócio realmente está sendo lucrativo? Então você encontrou o artigo certo!

O que você vai ver por aqui:

  • A diferença entre lucro, prejuízo e margem de lucro
  • A importância da margem de lucro para o seu negócio
  • Os tipos de margem de lucro
  • Como calcular a margem de lucro do seu e-commerce
  • Dicas para tomadas de decisão que te ajudem a lucrar mais
  • Como otimizar os custos pode ampliar sua lucratividade

O que é lucro, prejuízo e margem de lucro

Imagem: Rawpixel

Antes de falar especificamente sobre a margem de lucro precisamos deixar claro o conceito básico de lucro para que você entenda a formação do cálculo.

Lucro é um dos resultados obtidos (o positivo) quando subtraímos os custos de uma venda (o que foi investido para tornar a transação possível) do valor total faturado com a comercialização de um produto ou serviço. 

Se formos resumir em uma fórmula ficaria assim: 

Exemplo

(Receita total) – (Custos) = resultado positivo

O outro resultado possível é o prejuízo, que temos quando descontamos os custos do valor total e chegamos a um saldo negativo. Ou seja, nos casos em que a receita final não cobre o que foi gasto para gerar aquela transação e ainda fica uma quantia faltando. 

Neste caso, a fórmula, que é a mesma, chegaria a essa solução:

Exemplo

(Receita total da venda) – (Custos) = resultado negativo

Agora que ficou mais nítida a diferença entre lucro e prejuízo (e como é feito esse cálculo basicamente), vamos à concepção de margem de lucro: este é o valor percentual do resultado (lucro ou prejuízo) comparado ao valor total da venda.

A importância de conhecer a margem de lucro

Imagem: Pixabay

À primeira vista podemos ter a impressão de que o lucro é o indicador mais importante para definir o sucesso das vendas, não é mesmo? Então, por que é tão importante saber o percentual da margem de lucro no e-commerce?

Devido ao fato de o lucro isoladamente não ser suficiente para determinar a lucratividade de uma empresa ou venda. Para entender melhor, considere um outro exemplo:

Imagine um empreendedor que faturou R$ 10 mil em uma campanha promocional, mas que gastou R$ 9,5 mil para viabilizá-la (somando a compra dos produtos, o frete dos itens até o seu estoque e gastos com divulgação). 

Se levarmos em conta somente o lucro de R$ 500 obtido nessa campanha, teremos um tipo de visão: afinal o resultado foi positivo. 

Entretanto, se calcularmos a margem de lucro no e-commerce deste caso, vamos ver constatar que, na realidade, se alcançou um índice de apenas 5% de lucratividade. 

Considerando essa margem separadamente para uma venda pequena, que não envolveu grandes esforços, esse resultado pode não ser tão ruim. 

Mas, se estivermos falando de um grande evento comercial para o qual o lojista tinha uma expectativa maior, como uma Black Friday por exemplo, essa rentabilidade passará longe da ideal.

Logo, a análise da margem de lucro, por ser menos subjetiva, confere um panorama mais real e completo. 

Resumindo, a partir do cálculo da margem de lucro no e-commerce podemos avaliar assertivamente se todo o tempo, energia e investimento dedicados nessa hora valem a margem de lucro obtida em cada situação.

Tipos de margem de lucro

Como falamos agora há pouco, a margem de lucro pode gerar dados para circunstâncias distintas. Dessa forma, é interessante você saber também os tipos de margens de lucro que são importantes para o seu negócio! 

E o principal: como combiná-los para ter uma visão precisa da lucratividade dos produtos e do e-commerce como um todo. Observe:

  • Margem de Lucro Bruta 

Imagem: Pexels

A margem de lucro bruta corresponde à informação objetiva do quanto a sua loja ganha com o comércio de produtos. Entenda esse valor como o total obtido no seu negócio depois que são pagos os custos variáveis de venda (deduções e encargos, despesas com a compra do item a ser revendido). 

Mas cuidado: é importante ficar atento que a margem bruta considera no cálculo somente os custos de venda, e não todos os gastos que o seu e-commerce precisa pagar para se manter em atividade!

Logo, esse recurso é válido para indicar a rentabilidade da comercialização dos produtos e não do negócio de forma geral, ok?

Fórmula básica:

Margem de Lucro Bruta = (Faturamento total) – (Custos de Venda) x 100 

Portanto

A dica então é não se prender somente a este tipo de margem na administração do seu comércio eletrônico. 

Focar apenas na margem bruta pode esconder possíveis prejuízos (causados pelo investimento no pagamento dos seus custos operacionais, por exemplo).

  • Margem de Lucro Líquida

Imagem: Pexels

A margem de lucro líquida diz respeito à quantia que realmente está disponível como lucro, já livre de todos os pagamentos fixos como despesas da operação do negócio, pagamento de fornecedores, serviços e funcionários, por exemplo. 

É por isso que a  margem de lucro líquida – na qual os custos operacionais da sua loja já foram contabilizados – é mais abrangente do que a bruta. 

Fórmula básica:

Margem de Lucro Líquida = (Faturamento total) – (Custos e Despesas fixas do negócio) x 100 

Portanto

A margem de lucro líquida é a indicada para apontar a rentabilidade total do seu negócio com maior segurança. 

Ainda assim, é interessante mesclar os resultados de ambos tipos de margens, para chegar a conclusões assertivas, além de identificar em quais pontos é necessário reformular suas estratégias.

  • Margem de Contribuição 

Imagem: Pexels

A margem de contribuição é o lucro que realmente sobra do valor cobrado pela venda do produto após serem descontados os custos e despesas variáveis que tornaram possível aquela venda. 

Fórmula básica:

Margem de Contribuição = (Preço de venda) – (Gastos variáveis unitários e despesas unitárias de venda) x 100 

Por isso a precificação dos produtos precisa estar em sintonia com a previsão da margem de contribuição. Reforçamos isso porque é comum partirmos do pressuposto de que os ganhos devem cobrir os gastos com uma folga e pronto. Mas, na prática, não é bem assim. 

Além disso, sem um objetivo definido do quanto se quer lucrar com cada venda e qual a rentabilidade esperada mensalmente, suas vendas serão simplesmente tiros no escuro.

Portanto

É aí que a margem de contribuição pode te ajudar: tanto na elaboração das suas metas de vendas para evitar prejuízos, quanto para lucrar mais!

Falando nisso, você pode se interessar em saber mais sobre precificação de produtos e como as margens podem ser aplicadas nessa hora,né?

Por isso, sugerimos que você leia também:

Como fazer a precificação de produtos no meu e-commerce

Dicas para tomar decisões mais assertivas e lucrar mais

Imagem: Pexels

A aplicação dos cálculos da margem de lucro no e-commerce pode ser mais ampla do que você imagina, né? Como reforçamos ao longo deste artigo, você pode usar este indicador em vários setores em diversas etapas e processos internos.

A ideia do cálculo é fornecer uma base sólida e confiável para verificar a lucratividade total do seu negócio e também o quanto cada produto (ou conjunto de itens) está gerando de lucro ou prejuízo

Juntos, esses dados possibilitam que você veja se os custos da sua operação estão dentro da sua realidade. Este é o motivo que torna esta análise fundamental! 

Trate-a como um trabalho constante dentro da contabilidade e o planejamento financeiro da sua loja. É graças a esses cálculos que será possível comprovar se você está no caminho certo ou se é preciso fazer ajustes.

O portal do Sebrae oferece uma série de conteúdos online para ajudar empreendedores em diversas fases e perfis de negócios. 

Vale a pena conferir as opções disponibilizadas pelo serviço e que podem servir para aprimorar o seu desenvolvimento. Se você ficou interessado, acesse este link e saiba mais.

Otimize custos e amplie sua lucratividade

Imagem: Rawpixel

Esperamos que tenha ficado nítida a importância de ter um planejamento financeiro que garanta o sucesso do seu e-commerce e minimize possíveis riscos. Um dos fatores que aparece bastante no cálculo da margem de lucro são as despesas, certo? 

E nessa hora não há outro caminho: os lojistas precisam pensar em estratégias que consigam reduzir os custos de operação, e o frete, para quem vende online, é um deles!

Sabemos o quanto você luta para ocupar o seu espaço no mercado e como o frete ocupa um papel importante na decisão de compra. É por isso que você tem que conhecer o Melhor Envio! 

Somos uma plataforma online em que você pode fazer com facilidade cotações de entregas para todo o país e gerar fretes com Correios e transportadoras privadas sem burocracia

Sem mensalidades e sem precisar negociar contratos individuais (tão difíceis de conseguir para quem está começando). Então, não perca tempo e faça como mais de 170 mil vendedores virtuais e aumente a lucratividade do seu negócio hoje mesmo através da nossa tecnologia gratuita!

Posts relacionados

Deixe um comentário