7 dicas para vender mais na Cyber Monday

O seu e-commerce está preparado para a Cyber Monday? Confira 7 dicas para vender mais nessa data comercial que está ganhando importância no mercado! 

Com certeza você já ouviu falar na Cyber Monday, a segunda-feira logo após a Black Friday. Ela surgiu em 2012 aqui no Brasil — dois anos depois da famosa liquidação no fim de novembro — e é uma excelente oportunidade para lojistas e consumidores. Não acredita? Então vamos falar em números! De acordo com relatório da Ebit | Nielsen, a Cyber Monday faturou R$ 372 milhões em 2018. Foram 752 mil pedidos com ticket médio de R$ 494 durante a data!

São muitas vendas em jogo, não acha? E não é só isso! Ao contrário da Black Friday, sua “prima” mais famosa, a Cyber Monday tem um diferencial interessante: como o próprio nome indica, ela acontece exclusivamente nas lojas virtuais — eliminando a necessidade de disputar mercado com as lojas físicas. E aí, pronto para aproveitar essa data comemorativa? Vamos dar 7 dicas para você vender mais na Cyber Monday!

1) Fique de olho nas tendências da Cyber Monday nos EUA

No Brasil, a Cyber Monday ainda não se consolidou como uma data comercial de grande relevância, mas nos Estados Unidos (EUA) o cenário é outro. Em 2018, a Cyber Monday norte-americana quebrou recorde histórico de vendas e faturou U$ 7,9 bilhões — superando até mesmo as vendas da Black Friday! 

E por que falar de Estados Unidos quando estamos no Brasil? É simples! Observar as tendências em um mercado mais consolidado (como o estadunidense) é vital para quem quer sair na frente da concorrência. Por exemplo: 65% das compras da Cyber Monday 2018 nos EUA foram feitas no sistema “click & collect” — clique e coleta, em português. 

Nessa modalidade, o cliente compra pela internet e retira em loja física, uma tendência que está crescendo aqui no Brasil também. Vale a pena ficar de olho! E o que mais podemos aprender com a Cyber Monday norte-americana? 

  • Segundo a Adobe Analytics, mais de U$ 2 bilhões em compras (31% do total) foram realizadas via mobile. Outro dado interessante é que 51,4% das visitas aos sites vieram de smartphones. Os dispositivos móveis se mostram cada vez mais relevantes no e-commerce.
  • Notebook, TVs, brinquedos, consoles (com destaque para o Nintendo Switch) e jogos de videogame estão entre os produtos mais vendidos.
  • Apesar de não ter divulgado números precisos, a Amazon afirmou que a Cyber Monday 2018 foi o dia de maior venda de produtos da história do site. Fique atento: estar no marketplace dessa gigante pode alavancar suas vendas!
  • Os consumidores preferem fazer compras no intervalo entre 22h e 1h, pouco antes de dormir. Enviar e-mails com ofertas no período noturno pode ser uma boa prática para aumentar conversões. 

Você sabe como calcular frete e comparar preços no e-commerce?

2) Esteja nos marketplaces

De acordo com um ranking feito pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), as dez maiores empresas de e-commerce no Brasil são plataformas de marketplace. Isso significa que quem vende pela internet não pode ficar de fora desse modelo já consolidado no cenário nacional.

E por que você precisa estar nos marketplaces? A resposta é simples. Gigantes como B2W e Via Varejo investem pesado na divulgação em datas como a Cyber Monday. Essas empresas fazem de tudo para atrair visitas de potenciais clientes. Anúncios nas redes sociais e no Google, disparo de e-mails, parcerias com influenciadores digitais… A lista é extensa!

Pequenos e médios lojistas podem se beneficiar bastante das estratégias de divulgação adotadas pelos grandes varejistas do mercado. Já pensou? Ter empresas como Submarino, Americanas.com, Ponto Frio (e outras) investindo na divulgação dos seus produtos? É o sonho de qualquer empreendedor!

Uma pesquisa realizada pela Olist mostra quais são os marketplaces preferidos pelos lojistas brasileiros. Confira na imagem abaixo! 

	Imagem da pesquisa “Vender em Marketplaces: Diagnóstico e Tendências no Brasil”, realizada pela Olist.
Imagem da pesquisa “Vender em Marketplaces: Diagnóstico e Tendências no Brasil”, realizada pela Olist.

3) Prepare o seu catálogo de produtos para a data

A Cyber Monday é caracterizada por ofertas de produtos eletrônicos, equipamentos de informática e tecnologia em geral — com destaque para os smartphones. Mas isso não quer dizer que itens de outras categorias não possam participar da data comercial. Muitos lojistas costumam aproveitar a Cyber Monday como oportunidade para queimar o estoque encalhado da Black Friday, então você não precisa se prender e oferecer descontos apenas em produtos desta ou daquela categoria. 

Por outro lado, se você tem interesse em usar a Cyber Monday de maneira mais estratégica (e não apenas para se livrar de alguns produtos), nossa dica é a seguinte: leve em consideração os produtos mais desejados pelos clientes na Black Friday na hora de preparar o seu estoque. Afinal, a Cyber Monday funciona como uma extensão dessa data comemorativa. 

O relatório NeoTrust listou as categorias mais cobiçadas pelos clientes para a Black Friday de 2019. Confira na imagem abaixo!

produtos mais desejados na Black Friday
Imagem: 1ª edição do relatório NeoTrust, realizado pelo Compre & Confie em parceria com o E-commerce Brasil (reprodução)

Leia também: 5 dicas para usar as redes sociais e vender mais

4) Para além da Cyber Monday: aposte na Cyber Week 

Que tal estender a Cyber Monday do seu e-commerce e oferecer uma semana inteira de descontos? Essa é a proposta por trás da Cyber Week, estratégia amplamente utilizada para prolongar ao máximo o período promocional iniciado com a Black Friday. 

O calendário do e-commerce funciona mais ou menos da seguinte forma no final de novembro/começo de dezembro:

  • Black Week: a semana da Black Friday. Cria expectativa nos consumidores e oferece descontos menores em determinados itens para capturar os consumidores mais apressados antes da sexta-feira. 
  • Black Friday: para os consumidores, esse é o “Dia D” da economia e dos descontos, a maior data comercial da atualidade. O e-commerce brasileiro faturou impressionantes R$ 2,6 bilhões na edição 2018 da liquidação!
  • Cyber Monday: a segunda-feira após a Black Friday, na qual há grande volume de venda de produtos eletrônicos. 
  • Cyber Week: a semana da Cyber Monday. Lojistas criativos podem aproveitá-la para queimar estoque e oferecer condições especiais em produtos de diversas categorias. Clientes que não aproveitaram os descontos anteriores estarão ansiosos para encontrar novas pechinchas.

Certifique-se de aproveitar ao máximo essa grande temporada de vendas!

Ei! Sabia que dá para começar uma loja virtual sem ter estoque? Conheça o dropshipping e veja como isso é possível! 

5) Leve o mobile em consideração 

A participação do mobile no faturamento do e-commerce não para de crescer. Cada vez mais consumidores utilizam os dispositivos móveis para comprar pela internet. Como mostra a imagem logo abaixo, 46,9% dos pedidos realizados no 1º semestre de 2019 vieram do mobile. Ou seja: não dá mais para ignorar esse canal de compras!

quem quer vender mais na cyber monday não pode ficar alheio à presença cada vez maior do mobile no e-commerce
Imagem: NeoTrust 1ª edição (reprodução).

Você precisa levar o mobile em consideração se quiser vender mais na Cyber Monday — e em qualquer outra data comercial! Uma grande vantagem de estar nos marketplaces é poder contar com os robustos aplicativos desenvolvidos por essas empresas, que já investem há bastante tempo na experiência mobile de seus clientes. 

Por outro lado, quem tem um e-commerce próprio precisa garantir aos visitantes mobile uma experiência amigável. Confira algumas perguntas úteis para verificar se o seu site é amigável: 

  • A navegação é otimizada para dispositivos móveis? 
  • A velocidade de carregamento das páginas é adequada? 
  • As imagens e o texto podem ser facilmente visualizados em telas menores?

Respondeu “sim” para todas as perguntas? Então parabéns! O site do seu e-commerce tem o que é preciso para proporcionar uma boa experiência aos usuários mobile! Por outro lado, se o seu e-commerce ainda não cumpre todos os requisitos acima, é hora de otimizá-lo! 

Talvez você queira conferir algumas dicas de como preparar a sua loja virtual para o mobile!

6) Ofereça cashback 

O cashback é um modelo no qual o cliente recebe uma porcentagem do dinheiro de volta ao fazer uma compra. Essa forma de consumo está cada vez mais popular e pode ser uma excelente estratégia para quem quer vender mais nesta Cyber Monday! 

Ao oferecer cashback, o lojista é capaz de destacar os seus produtos em meio às ofertas da concorrência. Não acredita? Basta imaginar o seguinte cenário: você está prestes a comprar um produto vendido somente em duas lojas, com preços bem similares. A grande diferença é que uma delas oferece cashback. A escolha se torna óbvia, não é mesmo?

E como disponibilizar o dinheiro de volta para os clientes? Atualmente, existem várias plataformas nas quais os lojistas podem se cadastrar para oferecer cashback. A mais famosa é a Méliuz. Veja como ser parceiro desse serviço clicando aqui.

Ame Digital: o cashback para quem vende nos marketplaces da B2W

Vende em um dos marketplaces da B2W? Cogite aderir ao Ame Digital, o serviço de cashback disponibilizado pela gigante varejista. Um aspecto interessante do Ame Digital é a possibilidade de solicitar uma “ajudinha” da B2W para oferecer cashback. Por exemplo: o cliente recebe 10% de cashback, dos quais 5% são financiados pelo lojista, enquanto os outros 5% ficam por conta da B2W. Acesse o menu “Promoções” no seu “Portal Parceiro” e veja como ativar uma campanha de cashback parcialmente subsidiada pela B2W!

3 benefícios de oferecer cashback 

  • Fideliza os clientes 
  • Destaca o produto da concorrência
  • Cria um argumento poderoso para os seus anúncios

7) Otimize seus fretes e reduza os abandonos de carrinho

Nossa última dica é sobre algo que tira o sono de muitos lojistas: o frete! E não é para menos! De acordo com a pesquisa E-commerce Trends, mais de 80% dos abandonos de carrinho são causados pelo valor da entrega. E como contornar essa situação? A gente tem a resposta!

O Melhor Envio é a solução certa para os seus problemas logísticos. Ao usar nossa plataforma, você consegue gerar fretes a condições mais competitivas sem precisar ter contratos individuais com transportadoras. Além disso, nossas integrações com grandes players do mercado — HUBs, ERPs e plataformas de e-commerce — fazem do Melhor Envio um excelente aliado para a estratégia do seu negócio.

  • Compare preços entre transportadoras privadas e Correios em poucos cliques 
  • Gere fretes mais competitivos sem necessidade de contratos individuais com transportadoras
  • Esteja integrado a grandes players do e-commerce 

Ah! E sabe quanto custa usar o Melhor Envio? Nada! Nossa plataforma é gratuita! Você só paga pelos fretes que gerar. Faça como mais de 100 mil usuários: cadastre-se no Melhor Envio e comece a otimizar a logística do seu negócio!

Posts relacionados

Deixe um comentário